Bremen, um passeio e tanto

Hannover – 20h55 – O dia, hoje, comecou com dolorosos 2 graus centígrados. E sensacao térmica, ao contrário da de ontem, de pelo menos 5 graus negativos. Tudo por conta de um vento intermitente e simplesmente gelado. O que fez com que a delegacao santa-mariense se utilizasse de todo o agasalho disponível. Ninguém pretende voltar ao Brasil dentro de um retângulo de madeira.
      Ainda assim, partiu-se para uma viagem fascinante (tudo antes do compromisso,mais tarde, na Feira, como vimos nas duas notas anteriores). Às 10h14 (esse é o horário exato – que aqui a palavra atraso nao existe), pontualmente, deixamos Hannover, de trem, em direcao a Bremen, cerca de 200 km ao norte e com mais frio ainda.
      Na companhia do jornalista Rodrigo Rodembuch(e nao Lopes, como afirmei ontem), que está aqui pela rádio Guaiba e pelo jornal Correio do Povo, e que, aleluia, fala alemao, chegamos àquela cidade 1h24 min depois.
      Em grupo sempre é mais barato. Se é que pode-se considerar barata uma passagem que custou 10 Euros (37 Reais, aproximadamente). E foi dessa forma que conseguimos visitar um dos locais mais interessantes da Alemanha. Integrante do roteiro das fábulas dos Irmaos Grimm, Bremen, com seus 800 mil habitantes, se aproveita e muito da fantasia para, em torno dela, edificar uma proposta turística. Isso, mais uma infinidade de monumentos históricos (é uma cidade milenar, afinal de contas), facilita muito. Se bem que, sem a ajuda dos empresários e dos governantes….
      Falta espaco para explicar tudo. Mas, enfim, com o preco da passagem, mais refeicao (sanduíche e café/ou cerveja), mais banheiro (0,60 euro pago antecipadamente), com 16 Euros cada, faz-se um passeio fantástico. Desde que, claro, ninguém tenha medo de caminhar. Tudo é perto. Mas…
     



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *