Jornalista, acredite, também precisa folgar

Para os que enviaram e-mail; e foram mais de meia dúzia, ainda bem; reclamando da ausência de informações desde a manhã de sábado, meu agradecimento. Mas, enfim, acredite, este jornalista também cansa. E se concedeu, com a devida licença de todos, pelo menos 24 horas de descanso mental – escrever, e muito, não causa qualquer desconforto, mas a cabeça estava desparafusando.
      Perdão a todos. E retomamos, em seguida, nossa rotina. Para fechar o domingo, projetaremos a semana, que, aliás, será bem curtinha – feriado na quinta, e quase ninguém trabalhaaaaando na sexta. Logo, meia semana é o que teremos, na prática.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *