Arquivo

“Mexeu com um do PMDB, mexeu com todo o PMDB”

Acabo de ler, no material enviado pela Assessoria de Imprensa da Câmara, um resumo dos pronunciamentos dos vereadores, na sessão ordinária da tarde de hoje. Veja, a seguir, o que, segundo o “release”, falou Tubias Calil, do PMDB:
     
      Tubias Calil (PMDB) – disse que estranha a posição do PT de registrar ocorrência policial. “Isto é uma infantilidade”, afirmou, acrescentando que o Partido dos Trabalhadores precisa respeitar os vereadores. “Foi um ato de covardia da administração petista” , observou. Afirmou que caso de polícia é a falta de medicamentos nos postos de saúde. Lembrou, que durante a campanha da última eleição, distribuíram panfletos, supostamente anônimos, afirmando que o deputado Schirmer era aposentado. Disse que a verdade dói e, por isso, fooram denunciar o vereador João Carlos Maciel. “Mexeu com um do PMDB, mexeu com todo PMDB”, comentou. Tubias afirmou que o povo sabe que o PT está num mar de lama. Informou que, nesta quarta-feira, vai acionar o Ministério Público se o prefeito Valdeci Oliveira não resolver os problemas dos postos de saúde.
     
      COMENTÁRIO MEU: o discurso do jovem, fogoso e inexperiente parlamentar peemedebista, com todo o seu idealismo digno de elogios, mostra com clareza uma faceta da política local que é, com certeza, nociva ao interesse maior da comunidade.
      Presta atenção, internauta, na manifestação, de resto legítima. Ela é a prova inequívoca que, passados oito meses, ainda há um clima eleitoral no ar. Feridas não foram curadas. Derrotas não foram assimiladas, bem como, talvez, as vitórias. Isso, fundamentalmente, é o que está, penso eu, modestamente, aqui do meu cantinho, emperrando as discussões. Que, mais que políticas, são tardiamente eleitorais. Gente, a eleição acabou. A-c-a-b-o-u!Respeitem-se vencedores e derrotados. R-e-s-p-e-i-t-e-m-s-e!Bola ao centro. 0 x 0. O jogo terminou. É isso, ou não teremos discussão política madura e em benefício da sociedade. Há quem precise de conselhos, definitivamente há.
      Outra coisa: chega a ser engraçado o rompante de valentia fraterna do vereador Calil, quando diz, textualmente: “Mexeu com um do PMDB, mexeu com todo PMDB”. Essa frase, caro parlamentar, muito respeitosamente digo, não vale quando o que está em discussão é a disputa por uma vaga para concorrer a deputado. Ou estou enganado? Ou a disputa que travam Calil e Cláudio Rosa é um exemplo de fraternidade? Sim, porque se for, bem… se for, aí eu vou acreditar no dito.

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo