Arquivo

Prefeitura aperta o cinto. Sobrou para os servidores

É isso. Nota divulgada no final de semana pela assessoria de comunicação do Executivo dá conta da adoção de medidas para conter gastos. As razões seriam a redução da arrecadação e atrasos nos repasses de verbas estaduais. Leia, a seguir, a reportagem, assinada por Jaqueline Silveira, que o Diário de Santa Maria está publicando na sua edição desta segunda-feira:

Salários em dia abaixo de cortes
Secretaria de Finanças de Santa Maria assinou ordem de serviços suspendendo suplementações e horas-extras


A sexta-feira passada não foi um dia normal para os servidores da prefeitura de Santa Maria. A rotina foi quebrada pelo pacote de cortes de suplementações e horas-extras, determinado pela Secretaria de Finanças. A apreensão tomou conta dos funcionários.
– Teve gente que nem conseguiu almoçar depois da notícia. Todos estão preocupados sobre como manter as contas em dia. Em todos os setores, só se falava nisso, criando um ambiente fúnebre na prefeitura – relatou um servidor, que não quis se identificar.
Com a medida, a maioria dos servidores deverá cumprir somente a carga horária prevista no contrato de trabalho. Hoje, muitos funcionários trabalham até oito horas por dia devido ao acúmulo de serviço. A ordem agora é para cumprir somente as seis horas normais para evitar gastos extras.
– No meu caso, sem suplementação, vou ganhar R$ 250 a menos. É o valor do meu aluguel – disse o mesmo servidor.
Um das áreas mais atingidas pelo corte é a educação. Hoje, há 172 suplementações na área. Parte deve ser suspensa.
– Na educação, não há condições de fazer isso. A secretaria simplificou algo que é complexo. Como é que fica no caso de um professor se aposentar ou entrar de licença? A prefeitura vai nomear outro professor, já que não pode ser feita a suplementação? – questionou um dos coordenadores do Sindicato dos Professores Municipais (Sinprosm), Antônio Lídio Zambon.
Segundo o dirigente, a Secretaria de Educação disse que, sem as medidas, os salários estariam ameaçados.
-A equipe da secretaria nos repassou que, se não houvesse os cortes, a prefeitura não teria condições de pagar os salários em dia – contou Zambon.
Os cargos de confiança (CCs) também estariam incluídos no pacote. O salário do mês de setembro deverá ser pago só no início de outubro.

Executivo divulgou nota sobre medidas adotadas

Em geral, os CCs recebiam junto com os servidores, no final do mês, apesar da lei permitindo que eles recebam no começo mês.
Ontem, o secretário de Finanças, Werner Rempel, não foi encontrado para falar sobre o assunto. Por meio de uma nota, a assessoria da prefeitura informou que os cortes ocorreram devido à queda na arrecadação e ao atraso de repasses do Estado. A orientação também é para reduzir gastos com água, luz e materiais de consumo.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo