Olívio confirmado como candidato do PT ao Piratini. E quem não sabia?

No encerramento do 18º encontro do Partido dos Trabalhadores, neste domingo, em Porto Alegre, o ex-governador e ex-ministro Olívio Dutra foi confirmado como pré-candidato ao Governo do Estado. Não se afirma como candidato oficial apenas porque a legislação eleitoral imporia algumas restrições, e, assim, a confirmação só se dará na convenção, que acontece em junho.
Na verdade, o nome de Olívio como concorrente ao Piratini não é novidade. Trata-se de indicação consensual no partido. O que, aliás, é raro. A luta fraticida era a norma na seção gaúcha do PT. Agora, no entanto, escaldada pelo resultado do último pleito, todos resolveram apoiar o ex-governador. Inclusive as correntes que sempre apoiaram o outro grande nome dos petistas do RS, Tarso Genro, atual ministro da Coordenação Política.
No encontro desde final de semana, a rigor, a única grande novidade também era algo razoavelmente esperado. O nome de Miguel Rossetto foi confirmado como concorrente ao Senado, na única vaga disponível nesta eleição. E que é ocupada por Pedro Simon, do PMDB, que, em princípio, concorre à reeleição.
Havia uma expectativa em torno da candidatura senatorial, pois os petistas imaginavam ser possível uma composição em que Beto Albuquerque, do PSB, pudesse ocupar a vaga. Como o parlamentar socialista resolveu (inclusive para fortalecer a nominata de sua sigla) candidatar-se de novo a deputado federal, abriu-se totalmente o caminho para o ex-ministro do Desenvolvimento Agrário.
Aliás, sequer está definido se o PSB vai coligar-se com o PT. Se isso acontecer, é possível que o nome do candidato a vice-governador seja dos socialistas. Do contrário, o parceiro de Olívio na chapa majoritária será do PC do B. Nesse caso, a favorita é a deputada estadual Jussara Cony.
DEPUTADOS: no encontro estadual petista também se definiram, preliminarmente, as nominatas de candidatos à Assembléia Legislativa e à Câmara dos Deputados.
No caso de Santa Maria, há apenas dois nomes: Fabiano Pereira, da corrente Ação Democrática, concorrendo à AL, e Paulo Pimenta, da tendência PT Amplo, à Câmara. Ambos são pretendentes à reeleição.
São mais de 60 nomes na lista inicial – que pode ser modificada, e inclusive ampliada, até junho, quando ocorre a convenção. De novidades, entretanto, pode-se citar, por exemplo, a dupla Emília Fernandes, ex-senadora e ministra, e Pepe Vargas, ex-prefeito de Caxias do Sul. Ambos concorrem a deputado federal, tornando ainda mais dura a luta dos que buscam a reeleição. Nessa lista encontra-se o santa-mariense Paulo Pimenta.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *