TSE dá um nó, também, nos analistas políticos. Eles já não eram unidos; agora são só confusão

Se alguém perguntar a mim quem ganhou com a decisão do Tribunal Superior Eleitoral, que verticalizou de vez a eleição de outubro (leia mais, nas notas anteriores), receberá uma resposta solene: nããããão sei!. E não sei, mesmo. Já houve um momento que imaginei que fosse Lula, noutro que fosse Alckmin. E em um terceiro momento passei a pensar que talvez essa fosse a salvação do PMDB, o maior partido nacional que, enfim, seria o-b-r-i-g-a-d-o a ter candidatura própria. Ou a se definir por um dos dois que estão na dianteira. Mas, aí… Bem, aí, coloquei no bestunto as variantes de cada uma das três possibilidades. E me embananei de vez.

Primeiro consolo claudemiriano: os políticos estão tastaviando muito mais, eles que se obrigam a adiar convenções, como parece ser a idéia do PFL, ou até sequer marcar, como os peemedebistas – até a manhã desta sexta divididos entre os dias 11 (como queriam os pretendentes à candidatura própria) ou 29 (como gostariam os que não queriam candidatura alguma. E aí que ninguém, deles, sabe mais nada tambéééém.

Segundo consolo claudemiriano: os mais destacados jornalistas políticos do País, com fontes sem fim, dentro e fora dos palácios, igualmente não se entende. O TSE embaralhou completamente o jogo, deixando todo mundo, mas todo mundo meeeesmo, sem ter condições de fazer qualquer avaliação que se sustente por mais de 10 minutos.

Em todo caso, há os que tentem. E vou mostrar pra você, nas duas notas que vêm a seguir, como a coisa está embrulhada.

Inicialmente, você lerá nota postada, em seu site (http://josiasdesouza.folha.blog.uol.com.br/), o jornalista da Folha de São Paulo, Josias de Souza. Logo em seguida será a vez de Ricardo Noblat e o que ele escreveu em sua página (www.noblat.com.br) na internet. Quem sabe você consegue destrinchar esse forrobodó. Eu, reconheço, não consegui. Estou fora.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *