Observatório. Uma nota que não foi publicada

A nota a seguir era uma das alternativas (havia outras, para resultados diversos) em função da espera pela decisão do Tribunal Regional Eleitoral, sobre o pedido de inscrição da candidatura de Luiz Celso Giacomini à Assembléia Legislativa. A escolha por uma mais neutra (como você lerá em postagem imediatamente após esta) se deveu à necessidade imposta pelo processo industrial do jornal. Ela estaria na versão imprensa se, até o momento do fechamento, já houvesse uma decisão do TRE e esta fosse contrária a Giacomini. No entanto, como curiosidade, resolvi publicar a nota, aqui.


Afinal, por quê?

De cada 10 apoiadores de Luiz Celso Giacomini, que pretendia uma vaga na Assembléia Legislativa, 11 culpam Cezar Schirmer pelo fato de o ex-presidente do PMDB de Santa Maria e ex-comandante da Fundergs ter sido “recolocado” na lista de concorrentes, “caindo” na nominata de candidatos à Câmara dos Deputados. Mais que isso: dizem, segundo foi possível apurar, que o atual parlamentar tomou a atitude para proteger a candidatura de Tubias Calil a estadual – e que Cláudio Rosa, ao contrário de Giacomini, não se constituiria em “ameaça”.

E uma outra justificativa ouvida pela coluna: “Schirmer teria preocupação com o nascimento de uma nova liderança, no caso Giacomini, num território em que ele sempre deu as cartas e jogou de mão”.

Que diabo (com o perdão da expressão)! A pergunta do colunista sequer é inteligente, porém óbvia: por que Cezar Schirmer tomaria a atitude que tomou, se tomou? Isto é, não obstante o desejo de ajudar Tubias (o que é natural, afinal trata-se de seu afilhado político), por que optaria por colocar na lista um candidato forte, para concorrer com ele próprio, na disputa por uma vaga de deputado federal? Por quê?



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *