Câmara. “Recesso branco” não só em Brasília

Tirante a sessão ordinária de terça-feira passada, antes do feriadão de 7 de setembro, a Câmara de Vereadores de Santa Maria, a exemplo do Congresso Nacional, também vive o seu “recesso branco”.

Faz apenas uma semana, logo você há de lembrar. Em 5 de setembro, os edis aprovaram pelo menos dois projetos de grande importância para a comunidade: o que cria o programa “Empreende Santa Maria”, que dota o município de condições legais que facilitam a atração de empresas; e o que regulamenta a adoção de praças, canteiros e quetais – que pode incentivar instituições as mais diversas a preservar espaços públicos. Tanto um quanto o outro, convenhamos, capazes de interessar à sociedade.

Mas, esquecendo esta sessão, que aliás foi a última, o que o parlamento local está vivendo, nos últimos dois meses, é um verdadeiro “recesso”. Sem debate político (vereador não gosta de falar, se a TV Câmara não transmitir – o que não está acontecendo, em função das restrições impostas pela Legislação Eleitoral), o que sobra é a votação de projetos de alcance limitado. Notadamente a nomeação de logradouros, seja ele uma praça ou uma rua.

Nesta terça-feira, nem vale a pena dizer o que prevê a ordem do dia, conhecida desde a tarde desta segunda-feira. São redações finais de projetos já aprovados e pouca ou quase nenhuma coisa mais. O jeito, parece, é se conformar, e esperar que a eleição aconteça. Até porque, nada menos que cinco parlamentares municipais querem ascender à condição de deputado – três a estadual e dois a federal.

EM TEMPO: são necessárias duas ressalvas. Uma é a realização de audiências públicas (leia a nota imediatamente anterior a essa) e a outra as sessões de homenagem que, invariavelmente, lembram organizações importantes da cidade. Mesmo que a elas não compareçam todos os edis, longe disso. Em todo caso, é questão de justiça fazer essa observação. A propósito, nesta terça, serão festejados os Grupos de Cavalgada Coração do Rio Grande, Confraria de Cavaleiros e Resgate Histórico Sangue Farrapo e Piquete Sarandi. A proposição foi do vereador petista Loreni Maciel



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *