Eleições 2006. Rigotto fez, em Santa Maria, o último comício de sua campanha à reeleição

Não fiz as contas. Não sei quantas vezes o peemedebista Germano Rigotto veio a Santa Maria, nessa campanha eleitoral. Mas algo posso garantir: foi o que mais apareceu na cidade. Quem mais próximo dele esteve nessa contabilidade foi Olívio Dutra, do PT. Depois, maaais atrás, Alceu Collares, do PDT, e Roberto Robaina, do PSol. E ainda maaaaais atrás, a candidata do PSDB, Yeda Crusius.

Também não sei, mas desconfio que sim, que esta presença mais próxima pode garantir bons votos aos que se dedicaram à boca do monte. Se bem que, nunca é demais lembrar, a ausência da concorrente tucana se deu, também, por um fato tão singelo quanto verdadeiro: faltam militantes ao PSDB. Exceção feita, claro, a Jorge Pozzobom. Mas, noves fora ele, quem foi para a rua com a bandeira de Yeda? Pensando bem, vi poucas, pra não dizer nenhuma.

Mas os outros, não. Excetuado o candidato da Heloísa Helena, os demais têm forte estrutura na cidade. E, nesse aspecto, Rigotto pode se orgulhar. A praça Saldanha Marinho, e na continuidade o viaduto Evandro Behr e o próprio calçadão, estavam tomados pelos apoiadores do atual governador, no início da noite desta quinta-feira, último dia de campanha oficial para o Piratini.

Um pouco desse comício pode ser acompanhado pela reportagem produzida pelo portal Terra, que a publicou na sua página especial de Eleições. Vale conferir, embora quem passou as informações para o editor não tem idéia do que seja o PC do B, e menos ainda o PTB. Tanto que trocou o outro pelo um, quando disse a sigla da candidata a vice-governadora. Ainda assim, leia:

”Rigotto faz comício de encerramento em Santa Maria

O governador o Rio Grande do Sul e candidato à reeleição, Germano Rigotto (PMDB), encerrou as atividades de sua campanha nesta quinta-feira, em comício na cidade gaúcha de Santa Maria. “É emblemático este encerramento. O símbolo da nossa campanha é um coração, e Santa Maria é tradicionalmente conhecida por ser o coração do Rio Grande”, falou, destacando que a cidade é uma das locomotivas econômicas do Estado.

O peemedebista – acompanhado da candidata a vice Sônia Santos (PCdoB) e do senador Pedro Simon (PMDB) – salientou que, embora seja o favorito nas pesquisas, é importante prosseguir com humildade. “Eleição é trabalho e mobilização. Este é um dos pleitos mais difíceis que o Rio Grande já viu. São dez candidatos de alto nível, sendo dois ex-governadores e dois ex-ministros de partidos de tradição”, destacou.

O candidato agradeceu o carinho e o respeito de todos os gaúchos, em todas as cidades pelas quais passou. Rigotto convocou os…


SE DESEJAR ler a íntegra da reportagem, pode fazê-lo acessando a página de Eleições do Portal Terra na internet, no endereço http://noticias.terra.com.br/eleicoes2006/.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *