Arquivo

Entrevista. Para o diretor do ‘Vox Populi’, a situação não mudou e Lula se elege no 1º turno

Marcos Coimbra, cientista social e diretor do instituto Vox Populi que, junto com o Datafolha e Ibope, compõe a trinca bam-bam-bam em pesquisa e análise eleitorais, acredita que o “escândalo do dossiê” não chegou a alterar o quadro da sucessão presidencial. Pelo menos não o suficiente para evitar a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva.

As observações de Coimbra, que também avançou nas razões que o levam a pensar desta maneira, foram feitas ao jornalista Bob Fernandes, editor do site Terra Magazine. E que passo a reproduzir, a seguir. Ah, a entrevista que você vai ler foi feita na sexta-feira, antes da divulgação das mais recentes pesquisas, uma pelo Datafolha (que, aliás, confirmou a preferência por Lula), outra pelo Ibope (que mostra redução sensível da diferença). Veja:

”Marcos Coimbra: “A situação não se alterou”
Marcos Coimbra, diretor do Vox Populi, um dos institutos de pesquisa com maior renome no país, afirma, em entrevista a Terra Magazine, que a turbulência do caso dos dossiês não alterou o cenário das eleições presidenciais e que as “eleições, muito provavelmente, estão decididas em favor de Lula”.

Terra Magazine – Há alguns meses nós conversamos e a sua opinião, resumindo, era de que havia a indicação muito forte da eleição do presidente Lula, mas que ainda havia fatores que poderiam alterar esse cenário. Os fatos dessa semana podem alterar esse cenário?
Marcos Coimbra –
Muito pouco. Entre os eleitores de Lula, 90% deles estão decididos a não mudar o voto. O povo, ao contrário do que pensam, leva em conta o mensalão, os escândalos, mas leva também em conta outros fatores: observa os bons e os maus resultados do governo. O eleitor dele não ignora o mensalão e não acha isso desimportante, apenas acha que Lula deve ser julgado não apenas por conta da existência do mensalão.

Há uma percepção na praça, eventualmente até verbalizada por candidatos e não apenas por jornalistas de que haveria “sub-povo”, aquele que não sabe ler, não tem conhecimento, não entende nada e que, portanto, vota errado. Eu estou certo ou essa percepção existe e está na praça?
Você esta totalmente certo, essas afirmações são equivocadas. Quem pensar assim estará totalmente equivocado. Temos que suplantar essa idéia de que a provável vitória do presidente Lula na semana que vem será fruto, e será interpretada, como a vitória de um voto que não valoriza a ética, do monopólio de fatores como o programa Bolsa-Família.

Há, portanto, o estigma solto por aí, o do pobre…
…o do pobre, o do nordestino, o do analfabeto, que não saberia o que está fazendo. Se você for verificar, também em 1998 houve o voto parecido.

Como assim?
Em 1998, existia o escândalo da compra de votos, entre outros vários escândalos, mas o eleitor pesou na balança e decidiu por votar no Fernando Henrique Cardoso, como agora com Lula. O povo não ignora os defeitos e os erros do governo Lula, mas ele está decidido a votar no que considera os muitos acertos deste governo. Eles levam em conta os…”


SE DESEJAR ler a íntegra da entrevista, pode fazê-lo acessando o site “Terra Magazine”, alojado no portal Terra, no endereço http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI1151975-EI6578,00.html

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo