Rixa. E não é que a campanha eleitoral, depois da pasmaceira, acaba na polícia, em Sta Maria

Veja só.! No primeiro turno, com aquele batalhão de candidatos, tanto aos cargos majoritários (presidente, governador e senador) quanto proporcionais (deputados estadual e federal) a campanha eleitoral em Santa Maria foi aqueeeela pasmaceira. Quase não se percebeu, forçando um pouco a barra e a linguagem, que havia gente querendo ser uma coisa ou outra. Tamanha era a impressão de “normalidade” na busca ao voto.

Pois bem, essa lombeira toda acabou no sábado, com conflito de militantes lulistas/olivistas e alckmistas/yedistas. E em pleno calçadão Salvador Isaía, no centro da cidade. Acabou, inclusive, em registro policial – feito, claro, pelos dois lados. A propósito, o jornal A Razão, nesta segunda-feira, faz um relato do forrobodó sabatino. Confira:

”Campanha esquenta e termina em briga

Militantes das duas coligações que disputam o segundo turno no Estado brigam na rua

O clima da campanha eleitoral literalmente se acirrou em Santa Maria. Na manhã de sábado, por volta das 10h, militantes do PT e do PSDB se enfrentaram próximo ao Viaduto Evandro Behr, no Centro da cidade. Dirigentes das duas coligações registraram ocorrência na Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA). Houve pessoas lesionadas de ambos os lados e a Brigada Militar teve que intervir. Segundo o PSDB, a provocação partiu do PT. Já os petistas alegam que foram os tucanos que deram início à confusão.

“Estávamos fazendo bandeiraço e de uma hora para outra eles (petistas) atravessaram a rua e avançaram contra o nosso pessoal”, diz o presidente da Juventude do PSDB, Jonas Stecca. Segundo ele, os petistas tinham uma filmadora e “tentaram produzir um fato político”. Stecca afirma que houve um clima de tensão generalizada e três militantes ficaram feridos. Uma filiado PSDB, que estava segurando um banner, teve escoriações na face e lesão no nariz, e dois filiados do PTB teriam ficado machucados. Todos foram medicados no PA Flávio Miguel Schneider e amanhã farão exame de lesão corporal. O PSDB pretende entrar com uma representação contra o PT.

O presidente municipal do PT, Jarcedi Jacques Terra, diz que o PSDB iniciou o tumulto. “Eles começaram a provocar e acabaram agredindo o nosso pessoal”, alega Jarcedi, que também registrou queixa na DPPA. Jarcedi diz que retirou os militantes do PT assim que a briga começou. A mulher do dirigente petista teria se machucado. Jarcedi diz que “uns três ou quatro” militantes do PT foram…”


SE DESEJAR ler a íntegra da reportagem, pode fazê-lo acessando a página do jornal na internet, no endereço www.arazao.com.br, ou na versão impressa, nas bancas nas primeiras horas desta segunda-feira.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *