Arquivo

Carrefour. Reunião para ajustar o projeto à área urbana em que se instala o empreendimento

A idéia é garantir o final da obra até o final do primeiro semestre – momento em que Santa Maria terá uma unidade do Carrefour. Para garantir, sem problemas, a instalação do empreendimento, é necessária uma série de ajustes, especialmente no trânsito. Por conta disso, dirigentes da multinacional francesa e técnicos da prefeitura tiveram reunião nesta sexta-feira.

Em todo caso, é evidente o entusiasmo da população e do poder público – que se dispõe a participar ativamente na solução dos problemas que estão surgindo, e ainda virão. Afinal, não se quer perder a oportunidade de criar qualquer coisa parecida com 700 empregos, entre diretos e indiretos, a partir do início das atividades. E um bom número, que ninguém consegue estimar (a não ser chutar, o que não é muito legal), para as obras propriamente ditas.

A rede Carrefour, de capital francês, é um das três maiores redes supermercadistas do País (as outras duas são a WalMart, de capital norte-americano, e a Pão de Açúcar, de capital franco-brasileiro), e está entre as que ponteiam o setor no planeta.

Para saber mais sobre a organização, e também sobre a reunião havida nesta sexta-feira, entre integrantes da Carrefour e da Prefeitura, seria interessante, penso, conhecer os detalhes, a partir de reportagem de Fabiane Machado e Francicele Rosa, distribuída aos veículos de comunicação, e pela assessoria de imprensa do Executivo. A seguir:

”Representantes da Prefeitura e do Carrefour analisam projeto do hipermercado e o impacto no trânsito do centro

Na manhã desta sexta (19), técnicos do Carrefour estiveram reunidos com o Secretário de Trânsito, Transportes e Mobilidade Urbana, Genil Pavan e a vice-presidente do Escritório da Cidade, Marian Moro. Na reunião de trabalho, foram analisados os projetos da obra e o impacto que o empreendimento trará para o trânsito do centro da cidade. Conforme Marian, a reunião foi considerada produtiva. Alguns pontos discutidos serão adequados de acordo com as leis municipais. A vice-presidente ainda destacou que, por enquanto, o projeto segue em andamento, já que precisa do parecer de algumas secretarias, os técnicos da rede Carrefour também irão fazer as adequações necessárias.

Em relação ao trânsito nas proximidades da obra, uma consultoria do Banco Mundial deve fazer a análise quantitativa e apresentar uma proposta sobre as adequações no entorno. Já quanto a estrutura do local, a parte arquitetônica será mantida. Marian Moro ressalta que todos os estudos necessários estão sendo feitos para que o mínimo de impacto seja sofrido. “É melhor gastarmos um pouco mais de tempo e fazer todos os ajustes necessários para que tenhamos um projeto de grande qualidade”, explica Marian. Uma nova reunião deve acontecer na cidade daqui a 15 dias.

Também participaram da reunião, representando o Carrefour, o arquiteto, Marcelo Domingues Ferreira e o engenheiro civil, Nicolás Hernândez Gonzáles e o engenheiro da empresa Barcellos Engenharia, Ricardo Barcellos.

Estrutura do Carrefour de Santa Maria

O novo empreendimento será instalado no antigo prédio da escola Hugo Taylor, com uma área total de 18 000 m², e geração de cerca 350 empregos diretos, e 350 indiretos. A estimativa da direção da rede é de que o valor investido seja entre R$25 e R$30 milhões. A contribuição da Prefeitura é o apoio logístico ao…”


SE DESEJAR ler a íntegra da reportagem oriunda da Assessoria de Imprensa do Executivo, pode fazê-lo acessando a página da Prefeitura na internet, no endereço http://www.santamaria.rs.gov.br/.

Artigos relacionados

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo