Arquivo

Chororô. Prefeitos, é o que se vê, ficam faceiros com uma promessa de Lula. E ponto!

Ouvi uma entrevista do prefeito Valdeci Oliveira, na manhã desta terça-feira. Ele, falando ao colega Vicente Paulo Bisogno, no programa Controle Geral, da rádio Imembuí, se não entendi mal, se mostrava satisfeito com a receptividade dada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva às reivindicações dos alcaides municipais que marcharam sobre Brasília.

 

Não sei, não. Talvez Valdeci não devesse ficar tão faceiro. Nem ele, nem seus colegas – qualquer coisa parecida com 3 mil estiveram (e alguns ainda estão) no planalto central, em busca de atenção às suas reivindicações. E foram ouvidos pelas autoridades.

 

O presidente mesmo, que pediu a seus ministros que mapeassem as reivindicações municipalistas (como você leu aqui ontem), acabou prometendo o que, provavelmente, não pode cumprir: o apoio à votação de um projeto que dormita no Congresso há mais de uma década e que amplia em 1% (de 22,5 para 23,5) o Fundo de Participação dos Municípios. Como o Presidente é Presidente, não deputado, ele não vota. Logo, só mesmo pode apoiar. Nada mais.

 

Mais útil, e com maiores benefícios para as comunidades, seria fazer o que o próprio Valdeci citou, na entrevista: reduzir a necessidade de contrapartida, quando do envio de verbas federais. Exemplo: hoje, para cada R$ milhão recebido pelos municípios, têm que dar R$ 200 mil. Quantas cidades podem fazer isso? Hein? O prefeito falou em reduzir para 5%, quem sabe. Isso daria uma bela melhorada. Quem sabe, quem sabe, seja por aí.


Por enquanto, do chororô dos prefeitos em Brasília, só quem não pode se queixar, como anota a jornalista Helena Chagas, do SBT, é o setor hoteleiro e de diversões da capital federal. É. Pois é.

 

SUGESTÕES DE LEITURA – Confira aqui a reportagem “Lula promete R$ 1,3 bilhão para municípios”, de Tiago Pariz, publicada pelo G1, o portal de notícias da Globo.

E é também no mínimo interessante ler a nota “Uma marcha muito divertida: a festa dos prefeitos na capital”, de Helena Chagas, comentarista do SBT, publicada no Blog dos Blogs.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo