Arquivo

CPMF. Prorrogação do tributo passa em 1º turno na Câmara. Pimenta e Schirmer votaram a favor

Ainda falta a votação de mais de 60 emendas. Elas serão analisadas tecnicamente. Se tiverem validade, passarão pelo crivo dos deputados, provavelmente na próxima terça-feira. Em todo caso, no primeiro teste, a votação do texto básico, que provoca a CPMF até 2011, o governo foi o grande vitorioso, na Câmara dos Deputados.

 

No final da noite de quarta-feira, depois de muitas manobras regimentais feitas (legitimamente) pelas bancadas do PSDB e do DEM, a Proposta de Emenda Constitucional foi aprovada em primeiro turno. Isso significa que foram obtidos pelo menos 3/5 dos votos dos deputados. Foram quase 450 presentes. E 328 se manifestaram favoravelmente – 20 além do necessário.

 

A base do governo Lula na Câmara dos Deputados se comportou disciplinadamente. PT e PMDB, os maiores, deram sua contribuição. No caso dos deputados do Rio Grande do Sul, 26 dos 31 integrantes da bancada gaúcha compareceram à sessão deliberativa.

 

Contra a prorrogação da CPMF se manifestaram, no painel eletrônico, apenas sete parlamentares. Inclusive dois da base governista, o pedetista Enio Bacci e o pepista Renato Molling. A favor votaram os outros 19 deputados. Os santa-marienses Cezar Schirmer (PMDB) e Paulo Pimenta (PT) seguiram suas bancadas e votaram de acordo com os interesses do governo Lula.

 

Agora, na Câmara, além dos destaques e das emendas, falta a votação em segundo turno, que pode acontecer na próxima semana. Em seguida, a matéria vai para o Senado – que também terá que apreciá-la em duas rodadas. E, para aprová-la, serão necessários os votos de 49 dos 81 parlamentares.

 

 

SUGESTÕES DE LEITURA – confira aqui a reportagem “Destaques e emendas à CPMF serão votados na terça-feira”, distribuída pela Agência de Notícias da Câmara dos Deputados.

Para saber como votaram os parlamentares, inclusive os gaúchos, clique aqui.

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo