Arquivo

Sem pânico, mas… De 58 prédios vistoriados, 51 apresentam “estado precário de conservação”

Por oportuno, reproduzo nota que publiquei no meio da tarde desta terça-feira, que trata do relatório de vistorias feitas em marquises de três quadras do centro de Santa Maria. Acrescento, lá embaixo, uma perguntinha claudemiriana, com o perdão da impertinência. Confira:

 

 

“É assustador. De 58 prédios do centro de SM, 51 apresentam “estado precário de conservação”

 

É incrível. E absolutamente assustador. Em apenas três quadras do centro da cidade, do calçadão à terceira quadra da Dr Bozano, 58 prédios foram vistoriados pela prefeitura. Deles, 51 apresentam marquises, segundo o relatório da Comissão da Defesa Civil, em “estado precário de conservação”.

 

A pergunta é: quem tem coragem de passar por esses três locais, a partir de agora? Uma solução é preciso que se encontre. E urgentemente. Confira mais detalhes no texto distribuído agora há pouco pela assessoria de imprensa da Prefeitura, em texto assinado pela jornalista Jaiana Garcia. A seguir:

 

“Defesa Civil divulga relatório de vistorias em marquises

 

Uma força-tarefa, coordenada pela Comissão de Defesa Civil Municipal (Comdec), está realizando desde o dia 12 de novembro uma intensa fiscalização de marquises nas ruas da cidade. O primeiro relatório das vistorias foi divulgado pela Defesa Civil nesta terça (4). Do dia 12 ao dia 16 foram vistoriados 58 prédios, na rua Dr. Bozano, entre o Calçadão e a 3ª quadra. Destes, 51 serão notificados, pois apresentaram estado precário de conservação. Apenas sete, que não apresentaram deteriorações aparentes ou eram obras novas, não foram notificados.

Nesta quarta (5), o grupo fiscalizará as marquises da rua do Acampamento. Segundo o coordenador da Defesa Civil, Alexandre Almeida, devido a proximidade das compras no comércio local a fiscalização na via será intensificada. A previsão é que até o final desta semana o vistoria seja concluída. A ação é preventiva e tem o objetivo de verificar a situação das marquises e identificar quais representam risco. Os pontos avaliados são: a situação da alvenaria, infiltrações, condições do reboco, risco de choque, acessos e os planos de incêndio. No caso de irregularidades, o síndico ou o administrador do prédio receberá notificação e terá um prazo para apresentar as modificações.

A equipe de vistoria é composta pela Prefeitura, por meio da Fiscalização de Patrimônio da Secretaria de Finanças, Escritório da Cidade e a Comissão Municipal de Defesa Civil, e órgãos afins, como Corpo de Bombeiros, Cruz Vermelha, AES-Sul e Polícia Civil, entre outros.

RELATÓRIO DAS VISTORIAS NAS MARQUISES:
– Vistorias no dia 12/11:
Foram visitados 13 prédios no Calçadão, sendo que 10 devem ser notificados. Um denúncia foi atendida, mas constatou-se que a marquise não apresentava risco.

– Vistorias no dia 13/11:
11 prédios foram vistoriados no Calçadão, sendo que 10 serão notificados. Três denúncias foram atendidas e todas apresentaram problemas.

– Vistorias no dia 14/11:
Foram vistoriados 13 prédios no Calçadão e 2ª quadra da Bozano, sendo que 12 foram notificados.

– Vistorias no dia 16/11:
Foram visitados 17 prédios na Dr. Bozano, 2ª e 3ª quadras, sendo que 16 foram notificados.”

 

 

IMPERTINÊNCIA CLAUDEMIRIANA: com todo o respeito, mas a pergunta se impõem. Sem a queda, inclusive com feridos, de duas marquises em outubro, quanto tempo demoraria para a prefeitura e a Comissão de Defesa Civil se mexer e cumprir seu papel?

 

 

SUGESTÃO DE LEITURA – clique aqui, se desejar outras informações oriundas da assessoria de imprensa da Prefeitura.

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo