Arquivo

Coluna Observatório. “Dívida com a AES Sul, eis um segredo que acabou ficando pelo caminho”

A seção “Não custa lembrar”

 

 

 

Em 20 de janeiro de 2001:

 

 

“Seção Luneta: * Tem gente, na Prefeitura, que ficou muito braba com a divulgação, por A Razão, dos valores da dívida do município para com a concessionária de energia. Aliás, números fornecidos pelo próprio presidente da AES Sul – e não desmentidos por ele.

* Que atitude tomar? Em vez de embrabecer, que tal colocar os números oficiais na roda e deixar que o leitor-contribuinte julgue?”

 

Hoje:

 

Faz exatos 7 anos, menos um dia, da publicação das notas acima. Desde então, a prefeitura tentou duas vezes aprovar uma taxa destinada a abater a histórica dívida com a concessionária. Numa desistiu, noutra perdeu no plenário. Ah, no meio do caminho, várias tensões, inclusive um corte seletivo de energia, feito pela AES Sul. No momento, aparentemente, a relação entre as partes é boa. Mas…

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo