Arquivo

Caso “dantesco”. Enfim, surgiu alguém na mídia gaúcha para dizer de onde veio Gilmar Mendes

Uma dos sítios de internet que gosto de ler (e recomendo) é o do programa “Gaúcha Hoje”, da Rádio Gaúcha, e que tem como apresentador e principal nome o jornalista (pra lá de bom e respeitado) Antonio Carlos Macedo. Confira uma nota publicada neste sábado. Lá no final, o meu comentário:

 

“. Recordar é viver

O amigo Alexandre Aguiar, velho colaborador deste blog, lembra que Gilmar Ferreira Mendes foi Advogado Geral da União no governo FHC, defendendo os interesses do Planalto para que andassem as privatizações nos setores de telefonia e bancário.

Privatizações essas que tiveram ativa participação do Banco Oportunitty, de Daniel Dantes, que hoje está no centro da grande polêmica que envolve Mendes na condição de atual presidente do Supremo Tribunal de Contas. 

Claro que tudo não deve passar de mera coincidência. Mas que ela existe não há dúvidas.

Clique AQUI para conferir uma das tantas petições de Mendes na época das privatizações:”

 

COMENTÁRIO CLAUDEMIRIANO: finalmente apareceu alguém, na mídia grandona para dizer de onde surgiu Gilmar Mendes, algo que (como você perceberá na sugestão de leitura abaixo) já tinha sido dito (modéstia às favas) neste sítio. Ainda com a ressalva de que, por enquanto, essa informação só surgiu na grande rede, e não nas emissoras de rádio e nos jornais, é preciso saudar. Algo pode estar mudando.

 

 

SUGESTÕES DE LEITURA – confira aqui, se desejar, também outras notas publicadas pela equipe do programa “Gaúcha Hoje”, da Rádio Gaúcha, dirigido e apresentado por Antonio Carlos Macedo.

Confira também a nota “Caso ‘dantesco’. Grã-finos ficam menos de 48 horas na cadeia. Presidente do Supremo soltou 11”, que publiquei na manhã da última quinta-feira, 10.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo