Arquivo

Crítica da mídia. Bruno Lima Rocha avalia noticiário sobre a prisão do grã-fino Daniel Dantas

 “…E, se o leitor mediano não entender porque Dantas foi preso, jamais entenderá nada do que passa por trás das mesas e corredores de Rio – São Paulo – Brasília. Infelizmente, os craques do ofício da reportagem que pauleiam Dantas, Najas, Pitta e cia trabalham em veículos cujos interesses são estrategicamente opostos aos do chamado Sistema Dantas de Comunicações e de Telecomunicações. Este fato anula o belo trabalho que fazem? Não. Este fato abala em parte a credibilidade no campo jornalístico? Sim.

 

Difícil é assumir dando fé pública de que as formas que se processam as relações de pode no Brasil, além de confluir as estruturas ideológicas – políticas – econômicas, suas regras levam em conta os processos formais e subordinam os processos formais. Em termos teóricos, é isso o que ocorre. Paulo Henrique Amorim afirmou que Daniel Dantas venceu porque corrompera o sistema inteiro: Judiciário no Supremo, Executivo (no governo atual e no anterior), Legislativo (sua bancada é ecumênica), Policial (em parte da elite policial brasileira) e, infelizmente, não apenas algumas empresas de comunicação, mas uma parcela significativa dos mais conceituados profissionais da comunicação social em formato de “JORNALISMO” na democracia de mercado brasileira…”

 

 

Os parágrafo acima são parte do artigo “A norma do PODER e o campo jornalístico no Brasil”, do jornalista e cientista político Bruno Lima Rocha, colaborador semanal deste site, onde faz reflexões sobre a mídia, entre outros temas. Aliás, esse texto é o de número 50, nessa prazerosa (para o editor e, espero, para o leitor) colaboração.  Para ler a íntegra, basta ir ao lado, na caixa de Artigos. Ele foi postado neste sábado. Confira!

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo