Arquivo

Educação. Enfim, o “Sistema S” começa a ser obrigado a retribuir o trocão que recebe de você

Confira, a seguir, série de notas publicada pelo jornalista Cláudio Humberto Rosa e Silva, na coluna que ele assina em cerca de 40 jornais brasileiros, inclusive o gaúcho O Sul. No final, o meu comentário. Acompanhe:

 

“MEC: acordo a fórceps com o ‘Sistema S’

A persistência do ministro Fernando Haddad (Educação) garantiu o acordo pelo qual o “Sistema S” concederá gratuidade a dois terços das vagas de cursos profissionalizantes no Sesi, Senai, Sesc, Senac, etc, mantidos com dinheiro público e o imposto sindical. Não foi fácil.  Armando Monteiro, presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), liderou a resistência do setor mais atrasado do “Sistema S”.

 

Na marra

O “Sistema S” (S de sanguessugas?) terá em 2008 mais de R$ 8 bilhões públicos, mas agora será obrigado a investir R$ 4 bilhões em educação.

 

S de ‘sem-empresa’

O vitorioso empresário Jorge Gerdau, bem-humorado, disse no MEC que “Sistema S” designa “empresários Sem empresas”. Na mosca.

 

Vergonha

A CNI reduziu de 90% para 45% as vagas gratuitas em seus cursos. A Confederação do Comércio (CNC) era pior: todos os cursos eram pagos.”

 

 

COMENTÁRIO CLAUDEMIRIANO: tente fazer um curso gratuito, por exemplo, no Senac? Aí você vai entender a importância da decisão tomada em Brasília e que podem fazer com que, enfim, pelo menos eu comece a aprovar o trocão público que recebem todas as entidades vinculadas ao chamado Sistema S – formado também por Senai, Sest, Sesi, Sebrae, etc.

 

 

SUGESTÃO DE LEITURA – confira aqui, se desejar, outras notas publicadas pelo jornalista Cláudio Humberto Rosa e Silva.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo