Arquivo

Justiça. Descontentes obtêm, em 1ª instância, retirada do PDT da Frente Popular Trabalhista

Pela óbvia importância, reproduzo a seguir nota que publiquei, com exclusividade, no meio da tarde de ontem. Com, claro, as devidas correções cronológicas. Acompanhe:

 

“EXTRA. Juíza eleitoral aceita recurso de Bisogno e tira PDT da Frente Popular Trabalhista

 

Perto das 3 da tarde desta quinta-feira, sentença da juiza eleitoral Heloísa Hernandes aceitou as ponderações feitas por Marcelo Bisogno (foto) e Miguel Passini, em ação que teve como advogado o peemedebista Robson Zinn, determinou a desconstituição da presença do PDT na chapa da Frente Popular Trabalhista – “Santa Maria não pode parar”.

 

É tão certo quanto você está lendo agora que haverá recurso para instância superior, isto é, ao Tribunal Regional Eleitoral, por parte dos apoiadores pedetistas da FPT – que tem o petista Paulo Pimenta como candidato a prefeito e o petebista Ovídio Mayer como vice.

 

EM TEMPO: qual o interesse dos principais concorrentes ao Executivo, nessa ação interna do PDT? Simples: os minutos de rádio e televisão, nada além disso. Inclusive porque, dada a fratura exposta do pedetismo, parte do partido vai apoiar Pimenta e outro tanto, maior ou menor ainda não se sabe, ficará com Cezar Schirmer, do PMDB, que lidera a chapa “Juntos por uma Santa Maria melhor”. O resto é perfumaria. 

 

EM TEMPO (2): Marcelo Bisogno, por exemplo, já aderiu de mala e cuia à candidatura do peemedebista, inclusive tendo comparecido ao debate da rádio Santamariense e do jornal A Razão, na última sexta-feira.

 

 

SUGESTÃO DE LEITURA – para saber mais sobre o conteúdo da ação, confira aqui a nota “EXCLUSIVO. Justiça recebe ação (e quer liminar) contra aliança do PDT com Pimenta e Ovídio”, que publiquei na tarde de 11 de julho, data em que ela foi impetrada pelos pedetistas descontentes.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo