Arquivo

Não custa lembrar. Busatto costurou superaumento para mínimo regional. E agora, em SM?

Confira a seguir trecho de nota que publiquei no início da madrugada de maio de 2008, uma quinta-feira:

“Surpresa. Yeda propõe piso regional gaúcho de 10,62%, duas vezes superior à inflação anual

A surpresa, no caso, não é exatamente pelos valores. Mas porque, de um lado, lideranças empresariais queriam simplesmente a extinção do Piso Mínimo Regional, possibilidade criada no governo de Fernando Henrique Cardoso, e tornada lei pelo governador Olívio Dutra. E, de outro, porque as lideranças sindicais pretendiam o dobro do que foi proposto.

 

O fato é que, na prática, numa combinação entre o INPC e a média do Produto Interno Bruto do Rio Grande nos últimos dois anos, a governadora Yeda Crusius, em reunião com o Chefe da Casa Civil, Cezar Busatto, e representantes sindicais, propôs um reajuste que significa duas vezes a inflação anual…”

 

Para reler a íntegra, acesse AQUI.

 

PASSADO EXATAMENTE UM ANO da publicação da nota, mudou muito o governo Yeda Crusius. Inclusive no que toca ao piso regional, que agora tem proposta de reajuste apenas pela inflação: 5,92%. Onde entra Cezar Busatto nisso? Simples, foi ele o grande articulador do índice do ano passado e, agora, está em Santa Maria. Será que o prefeito Cezar Schirmer não o está esperando para tratar do aumento dos servidores municipais? Demora tanto para apresentar uma proposta, que todas as desconfianças são válidas – inclusive esta.

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo