Eleições 2010Internet

ISSO É BOM. Lula, com seus vetos, acabou liberando totalmente a internet em 2010

A grande rede está liberada
A grande rede está liberada

Claro que as emissoras de rádio e televisão (especialmente as que fazem parte de grandes redes, mas não só elas) chiaram. Um dos vetos do presidente da República às regras eleitorais as afeta diretamente. Elas pretendiam cobrar o horário (nada gratuito) de propaganda eleitoral eletrônica, de acordo com as suas próprias tabelas – que nunca são praticadas. Ficou como era até aqui: pela média das notas fiscais dos últimos 30 dias. Mais justo, mais correto. E o que der pode ser deduzido do imposto de renda.

Mas, tirante isso, o fato é que Lula liberou totalmente a internet, inclusive para fazer debates entre candidatos. Só tem um detalhe: também excelente. Quem quiser comentar notas na internet (inclusive neste sítio) terá que ser perfeitamente identificado. Não vale mais só o e-mail (que, como sabemos, pode ser inventado). Nada de covardia.

A propósito das restrições agora retiradas em relação à grande rede, acompanhe nota publicada pelo jornalista Fernando Rodrigues, que atua na Folha de São Paulo e no portal Universo Online. A seguir:

Lula veta restrição e libera web para debates eleitorais

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu vetar um dos dispositivos da lei eleitoral que restringia o uso da web em 2010.  O texto que havia sido aprovado pelo Congresso equiparava a internet ao rádio e à TV para efeito de realização de debates eleitorais. O Planalto achou indevida essa norma e o texto vai para o “Diário Oficial” sem a proibição.

Dessa forma, pela primeira vez em algumas décadas, as eleições no Brasil poderão ter debates eleitorais em áudio e vídeo livres de regras rígidas – desde que realizados em sites na web. Por exemplo, portais estão autorizados a chamar para debates apenas os 2 ou 3 primeiros colocados em pesquisas de opinião numa disputa por governo estadual ou para a Presidência.

As TVs e os rádios continuam tendo regras rígidas: só podem fazer debates com, pelo menos, 2 terços dos candidatos…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SUGESTÃO ADICIONAL – confira aqui, se desejar, também outras notas publicadas pelo jornalista Fernando Rodrigues, da Folha de São Paulo e do portal Universo Online.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo