EconomiaMídia

OLHA O CARA! Revista “Time” coloca Brasil como o primeiro contrapeso aos ianques

O outro e “o cara”. Este é contrapeso daquele. Hein? Dá para entender?
O outro e “o cara”. Este é contrapeso daquele. Hein? Dá para entender?

Voltei no tempo. Virei um saudosista – logo eu, que só penso no futuro. Sim, os brasileiros, como regra, quase numa confissão de baixa-estima, diante da superioridade alheia, sempre foram, digamos, “anti-americanos”. O que quer que isso signifique, antes de ir a um McDonald. Ou assistir a um jogo de basquete da NBA. Ou comprar um medicamento – falo dos anos 70/80. Ou mesmo escovar os dentes.

Pois essa situação mudou. E muito. Sobretudo nos últimos sete anos. Hein? Calma, calma. Sim, é coisa ‘do cara”. Mas quem está falando não é este (ex?)contra os imperialistas ianques. Está tudo lá, na revista mais conhecida e influente do planeta. Claro, norte-americana. No caso, a Time – inspiradora dos tempos em que a Veja também era uma revista, não um amontoado de páginas transformado em panfleto.

Segundo a publicação, em edição que começou a circular nesta quarta-feira, o Brasil passou a ser, com Lula (sim, o cara, de acordo com seu colega Barack), aos poucos, o primeiro contrapeso aos interesses ianques. Que coooisaaaa! Ah, não acredita? Sem problemas, este repórter também não. Até ler a reportagem distribuída pela BBC Brasil (que, se alguém não sabe, tem sede na Inglaterra). Confira você mesmo, com a foto de Ricardo Stuckert, da SCS/Pr. A seguir:

Para ‘Time’, Brasil é ‘primeiro contrapeso real aos EUA no Ocidente’

Uma reportagem publicada nesta quarta-feira na edição online da revista americana Time diz que, ao mediar a crise hondurenha, o Brasil se tornou “o primeiro contrapeso real” à influência americana “no hemisfério ocidental”.

Considerando que o Brasil foi “trazido” para o coração do imbróglio pelos vizinhos, mais especificamente pela Venezuela do presidente Hugo Chávez, a revista diz que “Brasília se vê no tipo de centro das atenções diplomático do qual no passado procurou se afastar”.

Entretanto, diz a Time, o país “não deveria se surpreender” com o fato de ser chamado a assumir tal responsabilidade. Para a publicação americana, “nos últimos anos, a potência sul-americana tem sido reconhecida como o primeiro contrapeso real aos EUA no hemisfério ocidental – e isto significa, pelo menos para outros países nas Américas, assumir um papel maior e mais pró-ativo em ajudar a resolver distúrbios políticos do Novo Mundo, como Honduras”.

Lula e Obama são colegas e almas gêmeas de centro-esquerda, mas quando Obama disse, no mês passado, que aqueles que questionam sua resolução em Honduras são hipócritas, porque são ‘os mesmos que dizem que nós estamos sempre intervindo na América Latina'”, recorda a reportagem, “ele estava incluindo o Brasil, que expressou sua preocupação em relação aos esforços dos Estados Unidos”.

Diplomacia ativa

Citando a participação brasileira em crises regionais, como os conflitos diplomáticos envolvendo Colômbia e Venezuela, e a liderança das tropas do país no Haiti, a revista nota que a diplomacia brasileira é “dificilmente ociosa” na América Latina. “E Lula, um dos mais populares chefes de Estado do mundo, se tornou talvez o mais efetivo intermediário entre Washington e a ressurgente esquerda antiamericana latino-americana…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SUGESTÃO ADICIONAL – confira aqui, se desejar, também outras reportagens produzidas pela BBC Brasil.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo