Mídia

COMUNICAÇÃO. Rogério Koff, Marco Aurélio Garcia e as críticas à TV a cabo

“…Talvez a resposta para a irritação de Garcia contra a TV a cabo esteja na lógica vesga do antiamericanismo, pela qual tudo o que se produz nos Estados Unidos é nefasto e ideologicamente perverso. Não terá sido por este motivo que um seriado magnífico como Os Simpsons acabou censurado na Venezuela? Mas não esqueçamos que a narrativa cinematográfica tal como a conhecemos hoje é uma invenção norte-americana e que muito do que se faz por aquelas bandas, não necessariamente no cinema independente, mas também na indústria hollywoodiana, é de muita qualidade.

De minha parte, desejo longa vida à televisão a cabo. Graças a ela ainda não morri de tédio. Quanto a Garcia, ele pode ficar com os reality shows da Globo, da Record e do SBT. Todos na TV aberta…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra da crônica “Apocalípticos do Século XXI”, de Rogério Koff, colaborador habitual deste sítio. Koff é professor do Curso de  Jornalismo da UFSM e Doutor em Comunicação e Cultura pela UFRJ. O texto foi postado há instantes, na seção “Artigos”!

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo