Claudemir PereiraJornalismo

ESQUINA DEMOCRÁTICA. Para “enterrar os ossos”, a pergunta: o que se pode esperar de 2011? E de 2012?

Garantidas as regras do sítio, de civilidade (a crítica pode ser forte ou não, mas sem ser ofensiva, por favor), você é que decide o assunto, afinal de contas. Ah, e o que está no título é somente uma sugestão. Nada mais.

AQUI NÃO TEM NOTA ALGUMA, SÓ O TEU COMENTÁRIO. APROVEITE!

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

8 Comentários

  1. Ildo Callegari :
    @Ambientalóide
    Pelo jeito o cidadão gosta de apanhar? Tem saudades do tempo em que a coisa era resolvida só na ignorancia.
    Não estava lá e não sei do fato mais sei que a Brigada age com uso da força quando sente necessidade, antes de qualquer coisa averigua a situação e a gravidade da ocorrencia, o fato é que já faz mais de 15 anos que a Brigada tem seus soldados bem preparados para qualquer situação , sabe fazer o uso racional da força e usa psicologia nas negociações dos conflitos.
    A Brigada cumpre com sua obrigação independente do governo que esteja instalado no Piratini , bobos são aqueles seja do partido que for, que tentarem envolve-la em disputas políticas.
    Sem dúvida nenhuma é uma das instituições mais sólidas do RS.

    Não gosto de apanhar e dificilmente daria motivo para tal, mas não sou contra um tapa terapeutico, para “acordar” alguem exaltado,…
    Mesmo colocar as algemas parece ser complicado, as vezes sendo necessario para preservar a vida de muitos, inclusive dos brigadianos e do p`roprio infrator.

  2. @Ambientalóide
    Pelo jeito o cidadão gosta de apanhar? Tem saudades do tempo em que a coisa era resolvida só na ignorancia.
    Não estava lá e não sei do fato mais sei que a Brigada age com uso da força quando sente necessidade, antes de qualquer coisa averigua a situação e a gravidade da ocorrencia, o fato é que já faz mais de 15 anos que a Brigada tem seus soldados bem preparados para qualquer situação , sabe fazer o uso racional da força e usa psicologia nas negociações dos conflitos.
    A Brigada cumpre com sua obrigação independente do governo que esteja instalado no Piratini , bobos são aqueles seja do partido que for, que tentarem envolve-la em disputas políticas.
    Sem dúvida nenhuma é uma das instituições mais sólidas do RS.

  3. Sexta a tardinha um dos vendedores do “xóping popular” surtou, coiceou seu stand, parece que de outros, deu entrevero e DEZENAS de brigadianos e brigadinas foram atender o ocorrido.
    CENTENAS de curiosos, eu entre eles… comentários diziam ser assalto, fuga com refem… sai o comerciante, sem camisa, baita cicatriz na barriga, … mandaram uma brigadiana minguada controlar o nervoso. A cada tentaiva da corajosa, os demais brigadianos só olhando, o nervoso gritava… um fotógrafo fotografava e todos TESTEMUNHAVAM… que saudade do tempo que a brigada podia dar um tapa, bem dado, para acalmar o nervoso…
    Teve que vir um segurança privado, camisa azul, para que, com habilidade, conduzisse o nervoso a um ônibus que saiu fazendo alarido pela cidade.
    DEZENAS de policiais para um nervozinho do shopping popular. Queria que todos atendimentos da brigada fossem assim, mas n4ao com um segurança provado acalmando o nervoso….senti falta de um paratiquieto…

  4. Perguntem a amigos de outras cidades, estados, paìses, quem soube da “HOMENAGEM” da Imperadores… O cara que pensou que um desfile de escola de samba de Porto Alegre divulgaria a cidade, sabe de rasgar dinheiro. Nem o que teve a brilhante idéia deve conhecer alguem que soube do desfile… pois falar no balonismo remete a TORRES que é a cidade, no estado, que tem o fetsival mais antigo e relevante.

    Uma pergunta: quem foi a figura que inventou de “contratar” a Imperadores? Que apareça e mostra os beneficios da idéia… saiu na midia local? SIM, pelo escândalo da doação?
    Saiu na mìdia estadual? Nacional?
    Quero ver o autor da idéia… quem sabe ele possa defender sua idèia apresentando números… Fica o desafio…

  5. Quero apenas saber como tenho que fazer para “homenagear” Santa MAria, criando uma escola de samba, e ganhando 80 mil mais correção monetária para o próximo carnaval.
    O prefeito diz a cidade onde quer pular que eu providencio um sambinha que exalte os feitos das pessoas do partido dele, esqueço do que realmente Santa MAria tem de bom…
    E para não passar vergonha, espero que não seja divulgado antes do desfile passar, que foi o que aconteceu neste ano.
    Ninguem sabia ou soube das homenagens, só a turma do prefeito que foi para Porto Alegre, pois tinha que fazer os pedidos de diárias.. senão nem os assessores do rei Schirmer saberiam que a cidade seria homenageada…

    E confesso, se soubesse ANTES do desfile, dificilmente assitiria, seria um caso de vergonha alheia.

  6. A Morolinha que virou Tsunami!
    Lulla disse que a crise Internacional foi uma marolinha aqui no Brasil, ledo engano, foi um enorme Tsunami.Explico, Segundo avaliações preliminares os prejuizos do terremoto no Japão será em torno de 50 bilhões. Difícil ter uma noção exata de um corte no Orçamento da União (em termos materiais) desse porte. Mas agora já se pode dimensionar o Tesouraço da Dona Dilma. ( Elle e Ella (lembrei de uma revista masculina risos) diziam durante a campanha Eleitoral que o Brasil estava maravilhosamente bem, que mentira). A coisa ficou estampada, com a grana desse “pequeno” corte poderia colocar tudo em ordem no japão. Seria como se nada houvesse acontecido em danos materiais na tragédia Japonesa. Te liga Brasil!

  7. Boa tarde.
    Não espero grandes coisas. Raramente vou ao centro da cidade. Mas é bom demais ver a Praça entregue a população da Boca do Monte. Espero que o Prefeitura não ponha pra correr aquela estátua viva que está parada em frente o Branrisul, como fez o governo passado em nome de não sei oque. Estive no Shop Popular, é um foco de contaminação de doenças transmissíveis, haja vista que o ar que circula ali é altamente carregado de tudo um pouco. o Ar não é renovado, o Shop é um problema de saúde pública, se fosse privado já estaria fechado a muito tempo, pois com certeza não seria liberado o Alvará de funcionamento.

  8. Não sei bem se quero enterrar ou desenterrar os ossos, mas tenho certeza que quero atirar uns ossos bem grandes e afiados. Dentro da civilidade, como bem diz nosso respeitável colunista quero demonstrar a minha indignação com relação ao secretário de educação. Santa Maria, uma cidade que se diz cultura, pólo educacional, entre outros adjetivos que conhecemos, com um secretário que não conhece, não tem alcance e lhe falta sobretudo capacidade de produção e articulação de projetos inovadores, pedagógicos, empreendedores e sustentáveis à rede municipal. S.Maria perde quando tem à frente desta pasta tão importante alguém que não consegue sair do plano das ideias e que só fica empurrando com a barriga os problemas, assim como distribuindo brindes e presentes (equipamentos, uniformes…) como se isso fosse resolver os sérios problemas que nosso município tem com indicadores de reprovação e analfabetismo. Schirmer, se queres enterrar ossos em 2011 e em 2012 se bem sucedido reveja esta pasta que precisa muuito de sua atenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo