Artigos

A jogada de Ganso. E a brincadeirinha de Blatter – por Dijair Brilhantes & Bruno Lima Rocha

Coluna Além das 4 linhas –  edição da semana de 18 de abril de 2011 – por Dijair Brilhantes & Bruno Lima Rocha

Aprendeu rápido

Como diz o velho ditado, o que não presta aprende-se rápido. É o que parece ter acontecido com Paulo Henrique Ganso. O jogador resolveu entrar em litígio com o Santos, criando situações constrangedoras e já entrando voluntariamente na rede de arrasto da empresa de “consultoria” de Ronaldo Nazário. A mais nova invenção do “Fenômeno” entra como um rolo compressor, associada na gigante transnacional de marketing esportivo e adjacências, a WPP (voltaremos a este tema em particular em edições posteriores da coluna).

Voltando ao caso do Ganso, após seis meses de afastamento dos gramados devido a uma grave lesão no joelho, o jogador resolveu que quer (ou parece querer) deixar o alvinegro praiano. Mas a pendenga é grande. O que esperar de uma negociação envolvendo o Grupo DIS, Andrés Sánchez e agora o novo empresário Ronaldo (9INE)? Ganso está disposto a trocar de clube e ficar no mesmo estado por alguns poucos meses. Especula-se que o chamado “poderoso Timão” seria usado como “barriga de aluguel”, com o consentimento de Andrés Sánchez e Ronaldo, para uma futura venda para a Europa. Nesta operação, cada parte leva a sua polpuda porcentagem e encerra-se de maneira triste a curta carreira de Paulo Henrique, o Ganso, no Brasil. Vale destacar que a multa rescisória para clubes nacionais é de cerca de R$ 59,4 milhões, valor bem distante dos cerca de R$ 102,8 milhões para clubes de fora do país.

O ainda jogador santista tem contrato até fevereiro de 2015. O Corinthians deve contar com a ajuda de um investidor (provavelmente anônimo – ué, isso pode?! Será a volta dos armênios iranianos, georgianos exilados em Londres para pagar pouco imposto?!) para pagar os cerca de 6 milhões de Euros. Isso garantiria o lucro em uma futura transferência para a Europa. O restante da multa seria pago pelo próprio DIS, e o futuro novo clube do atleta.

Para acabar a manobra, P.H. Ganso acionaria a Justiça do Trabalho para depositar somente a parte que cabe ao Santos (R$26,7 milhões) abrindo mão dos seus direitos. A genialidade de campo parece haver fora dele também. Aprendeu rápido esse novo drible o Sr. Paulo Henrique Ganso.

O Sr Blater só pode estar de brincadeira

Cerca de duas semanas após ter feito duras críticas as obras de estrutura para a Copa de 2014, o presidente da FIFA Joseph Blater, por algum motivo voltou atrás. O “poderoso chefão” do futebol mundial só pode estar de brincadeira. O que mudou de duas semanas para cá? Em um estudo feito esta semana, aponta que 10 dos 13 aeroportos com investimentos previstos para a Copa estão operando acima da capacidade. Oito deles devem estar prontos somente em 2018. O ministro dos esportes Orlando Silva disse que ninguém está mais preocupado com a Copa do que o Brasil. Quem tem que temer é o povo, porque no final da história surgirá uma operação “tapa buracos” e o custo vai triplicar. E, como não podia deixar de ser, o fantasma do buraco sem fundo do Panamericano ainda está presente.

O Sr. Blater deve estar realmente brincando. Afinal nada mudou, não temos um estádio pronto, o transporte tanto terrestre quanto aéreo continua um caos. Mas não há com o que nos preocuparmos, a Copa vai sair independente de quem irá pagar.

QUEM ESCREVE:

Dijair Brilhantes (dijairalemdasquatrolinhas@gmail.com) é estudante de jornalismo & Bruno Lima Rocha (bruno.estrategiaeanalise@gmail.com) é editor do portal Estratégia & Análise.

Twitter da coluna: @alem_das4linhas

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo