EconomiaSanta Maria

INFLAÇÃO. Preços sobem 1,33% no mês passado em Santa Maria. Só há 22 meses elevação foi semelhante

Desde maio de 2009, quando a inflação santa-mariense foi de 1,36%, os preços não subiam tanto em Santa Maria quanto em março passado: a elevação média dos cerca de mil itens e produtos pesquisados pela equipe coordenada pelo professor José Maria Pereira (do Laboratório de Práticas Econômicas do curso de Economia do Centro Universitário Franciscano) chegou a 1,33%.

A principal contribuição para este aumento (quase) recorde foi dada pelos itens do grupo de Transporte (3,9%) – influenciado, como dá conta o professor Pereira, sobretudo pelo preço do álcool combustível (etanol), gasolina e seus derivados. A propósito, no Boletim do Índice do Custo de Vida há também um artigo na na seção “Economia & Finanças”. Também na publicação é possível ler um texto analítico sobre o crescimento da economia brasileira no ano passado: “Os mitos do PIB”.

Em tempo: a inflação acumulada em Santa Maria, nos três primeiros meses do ano, é de 2,64%. E computados os últimos doze meses, o índice alcança 7,89%.

PARA LER A ÍNTEGRA DO BOLETIM DO ÍNDICE DO CUSTO DE VIDA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo