Judiciário

OAB GAÚCHA REAGE. Juizes, seis deles, fixam honorários irrisórios para advogados

São seis os juízes, dois da Justiça Estadual e quatro da Federal, que têm sistematicamente atribuído importâncias insignificantes aos honorários dos profissionais da advogacia, nos processos em que atuam. Isso está causando protesto veemente da seção gaúcha da Ordem dos Advogados do Brasil.

Mas, de que forma se dá ou dará essa reação? É do que trata, em reportagem exclusiva, o ótimo sítio Espaço Vital, especializado em questões jurídicas, e que passo a reproduzir. Acompanhe:

Exclusivo!
A OAB gaúcha contra seis juízes que fixam honorários irrisórios

O presidente da OAB-RS Claudio Lamachia confirmou quinta-feira ao Espaço Vital que está debatendo com conselheiros da entidade a maneira como a Ordem reagirá – de maneira formal e pública – ante as novas reclamações de advogados a quem, nas últimas semanas,  foram atribuídos honorários sucumbenciais irrisórios.

Os expedientes que tramitam na entidade contêm queixas da Advocacia contra dois magistrados da Justiça Estadual e quatro da Justiça Federal do RS que sistematicamente atribuem importâncias insignificantes.

Em todos os casos que estão sendo tratados pela Ordem, os advogados prejudicados com a fixação de honorários vis interpuseram recursos de apelação, ainda não julgados em segundo grau.

Lamachia lembra que “a Ordem tem atuado de forma constante contra o aviltamento dos honorários, oficiando não só aos juízes das causas em que se constatam as anomalias, mas também requerendo providências às corregedorias do TJRS e do TRF-4…”
PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo