Câmara de VereadoresPolítica

LIMBO. De repente, sumiu do noticiário (e da Câmara) a questão das 14 ou 21 cadeiras

Não deixa de ser curioso. E aqui se faz apenas um registro, sem qualquer outro objetivo, exceto registrar o fato.

Depois de todo o auê, assim, meio de repente, todo mundo ficou quieto. E beeem quieto. Em todos os níveis, inclusive na mídia.

Afinal, desde a sessão ordinária aquela que, como este sítio ANTECIPOU, ainda em meio às discussões na tribuna, nada decidiu, porque nenhum dos lados possuía a maioria necessária de votos, já tivemos outras duas sessões do Legislativo, inclusive a desta quinta-feira. E o tema, simplesmente, sumiu.

Na mídia, exceto um ARTIGO (aliás, já bombardeado – justamente ou não – em um ou outro espaço jornalístico) do Marionaldo Ferreira, na edição passada do Diário de Santa Maria, necas de nada.

De modo que, salvo melhor juízo, a questão 14, 21 ou outro número qualquer de vereadores, foi para o limbo. Ou não?

EM TEMPO: com exceção deste sítio e um comentário aqui e  ali, que ouvi e li, pouquíssima repercussão há, também, em relação aos projetos que reduzem gasto no parlamento. Que coisa!

EM TEMPO (2): para não dizer que nada aconteceu, a saída de Marion Mortari do PP, ANTECIPADA aqui no sítio, tem alguma (mas não toda) influência das discussões recentes em torno do número de cadeiras no Legislativo.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

5 Comentários

  1. Este sumiço não tem importância alguma.

    O que importa meeeeesmo (como diria Claudemir) é saber que o zeloso promotor João Marcos Adede y Castro está sempre alerta (igual a escoteiro!) e por esse zagueiro o ataquecorporativo não passa.

  2. É nobre Claudemir… pelo visto os jornais estão é mais preocupados com a manchete que geram as polêmicas do que comprometidos com a redução de gastos… pois o projeto que realmente irá diminuir foi proposto e parece que a redução de gastos já não é mais interessante (ao menos aos jornais)

  3. esses vereadores sabiam de toda essa história principalmente o robson zin, o procurador da camara,enganosos essas pessoas,e contra o povo. se tiverem vergonha na cara nao vão aprovar os 21 pq a população não quer…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo