CinemaCultura

RECOMEÇAR SEMPRE. Ao fechar uma década, festival Santa Maria Vídeo e Cinema homenageia Carlos Gerbase e TV OVO

Cá entre nós, um ato de justiça. É o que os organizadores (e batalhadores e, neste ano especialmente, quase heróis) do Santa Maria Vídeo e Cinema estão propondo, ao fechar uma década do principal festival do audivisual do interior do Brasil, com a exceção de Gramado.

Os detalhes do SMVC, que acontece entre 5 e 10 de dezembro, e mais sobre os homenageados desta edição você tem no material produzido pela assessoria de comunicação do festival, em texto assinado por Juliane Fossatti. A seguir:

Ao completar 10 anos o Festival Santa Maria Vídeo e Cinema está com muitas novidades e homenagens especiais

O Santa Maria Vídeo e Cinema – SMVC completa dez anos e, a partir do tema Recomeçar Sempre, apresenta surpresas na 10° edição que acontece de 5 a 10 de dezembro de 2011.

Neste ano, o encontro que consolidou a cidade de Santa Maria como Pólo Audiovisual, traz novidades sempre ao encontro da democratização do acesso do público.  Tudo começa pela interatividade com uma ampla cobertura pela internet e transmissão ao vivo de sua programação pela web.

Além disso, mostras não competitivas serão disponibilizadas para vários cineclubes no estado e país. Isso a partir do amplo diálogo que o festival estabeleceu durante os 10 anos, com vários cineclubes, instituições, centros comunitários e outros festivais no Rio Grande do Sul, Brasil e exterior, interessados nas propostas do SMVC. São propostas que passam pela inclusão, debate, fruição e disponibilização do acervo que hoje conta com mais de duas mil obras. Só neste ano foram quase 300 trabalhos inscritos. O acervo ganhou visibilidade e tem sido democratizado em exibições e debates,  através de parcerias de entidades com o Cineclube SMVC.  

Outra inovação do festival é o lançamento de um longa-metragem inédito em Santa Maria na sessão de abertura, seguido de debate dos realizadores com o público. Neste ano o filme será “A Última Estrada da Praia”, de Fabiano de Souza.

O local das Mostras Competitivas também muda de endereço, indo para a CESMA – Cooperativa dos Estudantes de Santa Maria, local onde durante todo o ano são realizados os debates e exibições do Cineclube Lanterninha Aurélio. Da cabine de projeção do auditório da cooperativa será montada toda a estrutura para as exibições bem como para as transmissões na web, cobertura on-line e interatividade com o público.

 “Homenagens do 10° Santa Maria Vídeo e Cinema

As homenagens da décima edição do Santa Maria Vídeo e Cinema dão o tom exato de nossas novas propostas. Receberão o Troféu Vento Norte o cineasta Carlos Gerbase e a TV OVO – Oficina de Vídeo, TV Comunitária e Ponto de Cultura – Espelho da Comunidade.

Gerbase, que terá sua obra exibida durante o festival, realizou em 2007 um projeto de vanguarda quando lançou simultaneamente o longa “3 Efes” nos cinemas, internet, DVD e televisão. Com roteiro e direção do cineasta, o filme provocou uma grande reflexão sobre a distribuição e difusão de filmes demonstrando uma intenção evidente de democratização do acesso às obras audiovisuais. Em sua ampla filmografia Gerbase dirigiu, entre outros, os longas “Sal de Prata”, “Verdes Anos” e “Tolerância”, e os curtas “O Corpo de Flávia”, “Deus ex-machina” e “Sexo e Beethoven, o reencontro”.

Carlos Gerbase é professor de cinema da PUC-RS, além de escritor e músico. Sua tese de doutorado tratou do tema Impactos das Tecnologias Digitais na Narrativa Cinematográfica.  Entre os livros que lançou estão “Cinema – Direção de Atores” e “Contos Cinematográficos”. É um dos escritores da obra “Além das Redes de Colaboração”, licenciado em Creative Commons e disponível para Download..

Gerbase integrou a banda gaúcha Os Replicantes, como baterista e depois vocalista. Para a televisão dirigiu vários projetos como  os especiais “O Comprador de Fazendas” e “Faustina” e foi o roteirista da minissérie “Memorial de Maria Moura”. Atualmente, Gerbase está em processo de finalização do longa-metragem “Menos Que Nada”.

A TV OVO comemorou 15 anos em 2011 tendo sido grande parceira do Festival Santa Maria Vídeo e Cinema desde a sua primeira edição. A Oficina de Vídeo começou suas atividades em 12 de maio de 1996 a partir da iniciativa de Paulo Roberto Tavares, diretor e produtor audiovisual.

A TV já disponibilizou vários programas e coberturas do SMVC na web. Além disso, entre inúmeras atividades, participou da organização do Otelo Cineclube, manteve o Porão Cineclube, fez parceria com cineclube Quadrinhos S.A. e trabalhou junto aos projetos Cineclube Lanterninha Aurélio e ao festival “Cesma In Blues”.

Dezenas de oficinas de vídeo foram realizadas pela TV OVO, proporcionando a centenas de jovens o aprendizado da linguagem audiovisual. A TV já recebeu reconhecimentos como o Prêmio Cultura Viva do Ministério da Cultura, o título de Utilidade Pública do Município de Santa Maria e, a partir do projeto TV OVO no Ônibus, que é produzido há oito anos, o Prêmio Ponto de Mídia Livre, do Ministério da Cultura.

Além de realizar projetos em conjunto com vários outros pontos de cultura, a TV OVO participou 10º Fórum Internacional de Software Livre.

Desde 1997 a TV OVO é parceira da Feira do Cooperativismo de Santa Maria e já produziu programas para a TVE RS e o Canal Futura. A realização de documentários é outra característica marcante da TV tendo produzido, entre outros, “Avenida Progresso”, “1ª Quadra” e “Kré”.

Por todas essas características Carlos Gerbase e o projeto TV OVO serão os homenageados do Festival Santa Maria Vídeo e Cinema 2011.

O festival é realizado pela ONG SMVC, com promoção da Prefeitura Municipal de Santa Maria e RBS TV Santa Maria, a co-promoção é da CESMA – Cooperativa dos Estudantes de Santa Maria Ltda. O patrocínio é da Secretaria da Cultura – LIC – SM e do Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, Lei Roaunet / Rede Vivo e Corsan. O SMVC tem o apoio do Conselho Nacional de Cineclubes – CNC e da FICC – Federação Internacional de Cineclubes.”

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo