Claudemir PereiraJornalismo

COMENTÁRIO DO DIA. Mas o grande dilema, meeeesmo, é o do PSDB. Por que, hein?

Com um minuto de duração, o comentário do editor, originalmente divulgado há meia hora, na Rádio Antena 1. Diariamente, de segunda a sexta, ele é reproduzido aqui, com a autorização da direção da emissora.

CLIQUE AQUI PARA OUVIR

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Márcio Dutra :O PSDB só chega ao executivo municipal a partir de uma grande coligação. Digo isso não somente pelo fator eleitoral, pois o Pozzobom tem um considerável número de eleitores, mas principalmente pela necessidade de formação de equipe de governo. Popularmente falando, o PSDB/SM tem cacique, mas não tem índios. Onde estaria o suporte de quadros para formação de governo que poderiam se alinhar com o PSDB? Todos com Schirmer. Então, cabe ao Pozzobom aguardar 2016 para receber a gratidão do Schirmer, traduzida em apoio eleitoral ou aventurar-se numa candidatura agora, tentando atrair para si o apoio de partidos que hoje estão na Prefeitura. Resultado disso? Adeus cargos ocupados pelo PSDB e a grande incerteza quanto ao resultado das eleições. Tá aí o motivo da posição receosa dos membros do PSDB. Trocar o certo pelo duvidoso é para quem tem cacife. E isso, o BOM ainda não tem condições de garantir.

    Concordo plenamente, fizeste uma leitura correta, distinta e isenta de paixão político partidária. Acrescento que ainda falta “estrada” ao BOM. Parabéns!

  2. O PSDB só chega ao executivo municipal a partir de uma grande coligação. Digo isso não somente pelo fator eleitoral, pois o Pozzobom tem um considerável número de eleitores, mas principalmente pela necessidade de formação de equipe de governo. Popularmente falando, o PSDB/SM tem cacique, mas não tem índios. Onde estaria o suporte de quadros para formação de governo que poderiam se alinhar com o PSDB? Todos com Schirmer. Então, cabe ao Pozzobom aguardar 2016 para receber a gratidão do Schirmer, traduzida em apoio eleitoral ou aventurar-se numa candidatura agora, tentando atrair para si o apoio de partidos que hoje estão na Prefeitura. Resultado disso? Adeus cargos ocupados pelo PSDB e a grande incerteza quanto ao resultado das eleições. Tá aí o motivo da posição receosa dos membros do PSDB. Trocar o certo pelo duvidoso é para quem tem cacife. E isso, o BOM ainda não tem condições de garantir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo