EducaçãoTrabalho

TRABALHO. Docentes e servidores federais temem atraso no pagamento de reajuste

Na próxima quarta-feira, dia 28, prevê-se a realização de uma “Marcha a Brasília”, promovida por entidades sindicais ligadas aos servidores públicos. É a busca de reajuste salarial que, no caso de trabalhadores das instituições educacionais tende a atrasar.

Os detalhes você encontra no material produzido pela assessoria de imprensa da Seção Sindical dos Docentes da UFSM e publicado originalmente no sítio da entidade. O texto é de Fritz R. Nunes, com informações de Rafael Balbueno e do sítio da Confederação dos Servidores Federais. A seguir:

Reajuste de servidores e docentes deve atrasar

… O que se temia parece que vai se concretizar: o atraso na concessão do reajuste a docentes do ensino superior e do ensino básico e tecnológico, e que abrange algumas categorias de servidores. No caso dos professores, a correção salarial chega a 4%, incidindo sobre algumas gratificações que serão incorporadas, e deveria ser incluída na folha de março, a ser paga no início de abril.

O relator anterior do projeto de lei (Pl 2203/11), Ronaldo Nogueira, havia previsto a apresentação do parecer até 20 de março. Entretanto, na semana passada ele renunciou à função, que foi repassada a Jovair Arantes, do PTB. Em contato com o gabinete do parlamentar, a assessoria deste informou à SEDUFSM que o deputado sequer teve tempo de fazer uma leitura detalhada do projeto.

A aprovação do projeto deverá ser o principal ponto da pauta de debate entre as entidades nacionais de servidores e o ministério do Planejamento, em reunião prevista para acontecer na quinta, 22 de março. Conforme a Confederação de Servidores Federais (Condsef), o PL 2203/11 traz 182 emendas, e destas, a entidade, juntamente com o ANDES-SN, entre outras, buscam aprovação de ao menos 26, para corrigir distorções no texto, como é o caso…” 

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo