ColunaObservatório

COLUNA OBSERVATÓRIO. Quem imagina campanha como uma corrida de 100 metros entrará pelo cano

Do primeiro debate até o dia da eleição, três meses: muuuitos lances

Mais, muuito mais, a mídia (este colunista incluído) do que o eleitor. Afinal, quem dá bola para o fato de a campanha eleitoral ser invisível não é o cidadão comum. Aliás, exatamente o alvo do proselitismo dos que pretendem o principal cargo do Executivo ou uma das 21 vagas do Legislativo

Foi-se o tempo das campanhas longas e que comoviam multidões. Quem ainda pensa nisso, perde tempo. E tutano. Hoje, embora o calendário proponha três meses, o fato é que os primeiros 45 dias, na prática, se dividem entre visitas (diárias e, sim, cansativas, mas imperceptíveis ao grande público) dos candidatos a grupos pequenos e com algum poder mobilizador, a análise de pesquisas internas e, sobretudo, preparação para mês e meio final, este sim, decisivo.

Há, também, muito mais ciência do que intuição – embora essa possa ser decisiva, em algum momento. Nada mais se faz sem organização e muuuito planejamento. A aqui se trata especificamente das eleições majoritárias, mas o raciocínio, em parte, cabe também aos pretendentes no pleito proporcional.

Dito isto, nada a estranhar no aparente nem-te-ligo do eleitor comum, que é a quase totalidade dos quase 200 mil santa-marienses que irão às urnas. Ele não está nem aí, mesmo. Só se ligará, de fato, mais perto da hora de votar. Os candidatos e as circunstâncias colaboram para esse comportamento.

De maneira que, quem supõe (para não dizer que não se falou em Olimpíada) estar numa corrida de 100 metros rasos, creia, é uma maratona que se disputa. Pode apostar.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. É mais não podemos se enganar porque Santa Maria, a muitos anos que não tinha um candidato só para a prefeitura, como os partidos vão se mobilizar se não tem adiversario, apesar de estarem todos do mesmo lado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo