EducaçãoTrabalhoUFSM

OUTRO OLHAR. Para resolver o enrosco, docente da UFSM sugere: “Assembleia Geral da Universidade, já”

O sítio tem aberto espaço para um debate que, modéstia às favas, não se tem certeza se está meeesmo acontecendo. Mas, deixando o cabotinismo de lado (sim, ele eventualmente existe), o editor está faceiro com a referência (confira “link” lá embaixo) feita pelo professor Ronai Rocha.

Ele, não obstante discordâncias conjunturais de uns e outros, é veterano integrante do corpo docente da UFSM, e com participação em inúmeras greves, tendo ajudado a forjar um pensamento libertário (e não liberticida) na instituição.

Pois bem, é de Ronai o texto a seguir, publicado originalmente no blogue “Coisas do Campo”, e em que ele faz uma sugestão respaldada no estatuto da UFSM. Nem que seja para discordar (não é proibido, aqui não), vale a pena conferir, a seguir:

Artigo 78 do Estatuto da Ufesm: Assembléia Geral da Universidade, já.

Fica difícil, daqui para frente, imaginar o que vai acontecer. Os brevistas locais recusaram o gesto de amor dos colegas, que foram à assembléia dispostos a assumir o papel de votantes contra a breve. Encontram a dura barreira do delírio e da manipulação dos marechais brevistas.

Esses, lembremos:

a) estão vivendo uma “greve branca”, sustentada, no final das contas, pela própria dona Dilema, pois se aulas não há na Ufesm, nada tem a vem com os brevistas e sim com a decisão do cepe; e

b) tem seu aumento garantido pelo acordo assinado pelos pelegos do proifes;

Vamos ter que apelar para os idos de 1985. Vamos ter que pedir que o Reitor convoque uma Assembléia Geral da Universidade, como aquela histórica, de 1985, na qual todos os professores, estudantes e servidores foram para o estádio do CEFD e discutiram e votaram os rumos da Ufesm.

Assembléia Geral da Universidade, já. Está no Estatuto da Ufesm. É legal, é legítima, e será a unica instância capaz de trazer um pouco de realismo ao delírio e insanidade mental que estamos vivendo nesses dias…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

PARA LER O TEXTO “Meu caro Claudemir Pereira: eu, que só tenho amor para dar, mas que simpatizo com um sindicato fantasma…”, CLIQUE AQUI.

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo