ColunaObservatório

OBSERVATÓRIO. Na Câmara, maioria vira minoria? Saiba por que há chance real para essa possibilidade

Num plenário ainda à espera da nova formação, o que sobra são ambições

Com maioria folgada conquista nas urnas, o fato é que os partidos da base governista se enredam nas próprias ambições. Todas legítimas, é claro, mas que visam muito mais ao interesse próprio do que ao coletivo. Não conseguem fixar parâmetros para uma decisão e, já há quem imagine, correm o risco real de perder o comando do parlamento a partir de 2013. Isso que têm 13 cadeiras contra mirradas oito da oposição.

Como é possível? Aparentemente, a questão dos Cargos de Confiança tende a ser equacionada. Os partidos grandões, PMDB e PP, indicam os dois CCs do primeiro escalão, cabendo ao presidente (seja quem for) a escolha do terceiro. As demais posições podem ser repartidas mais facilmente, entre a dupla graúda e os três outros, PTB, DEM e PDT. Então…

Então, o enrosco é memo a divisão da presidência pelos próximos quatro anos. Aí, a porca torce o rabo. Se o critério for pelo número de edis por bancada, PMDB, PP, DEM e PTB (não necessariamente nesta ordem) indicariam o comandante. Mas, se a coisa for pelo voto (e há muitos assim defendendo), o PDT e seu único, Marcelo Bisogno, teriam esse direito. Só que são quatro, e não cinco anos. Logo…

É nessa estrada mal-ajambrada, com cada vez mais óbvios interesses político/pessoais no percurso, que se percebe, na beirada, a oposição olhando de soslaio. Afinal, a menos que uma solução ocorra (há tempo, ainda), de repente, de repente, surgirá aí algum tipo de “acordo administrativo coerente”. Ainda que politicamente extravagante. Que ninguém duvide.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. O que seriam os representantes do povo,na verdade representam os seus interesses,e brigam por cargos,e o povo OHHHHHHHHHH…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo