LUNETA ELETRÔNICA. Irmã Lourdes, Mello dodói, Dilma de ‘niver’, prêmio a Lula, UFSM, bafômetros…

* Sem votar nada relevante, exceto nomes de ruas, a SESSÃO da Câmara desta quinta teve como maior destaque a presença, na Tribuna Livre, da Irmã Lourdes Dill.

LUNETA ELETRÔNICA. Irmã Lourdes, Mello dodói, Dilma de ‘niver’, prêmio a Lula, UFSM, bafômetros... - luneta-irmã-lourdes

Irmã Lourdes na Tribuna Livre: economia solidária em festa (foto Renata Bianchini/AI.CV)

* Ela deu conta das atividades relativas aos Jubileus da Arquidiocese de Santa Maria. Entre eles, os 20 anos do Feirão Colonial e os 25 anos do próprio projeto Esperança/Cooesperança, do qual é coordenadora.

* Também referiu o lançamento do livro “Missão Esperança: Tributo a Dom Ivo Lorscheister”. E não esqueceu de apresentar uma reivindicação aos edis.

* Irmã Lourdes pediu apoio para que, em 2013, seja viabilizado espaço físico no centro de Sana Maria, para comercialização de produtos da economia solidária.

* Pelo segundo dia seguido, o Supremo Tribunal Federal adiou a decisão sobre a cassação do mandato de três deputados condenados na Ação Penal 470, o processo do “mensalão”.

* A razão foi a mesma que suspendeu a reunião da quarta-feira: a impossibilidade de comparecimento do ministro Celso de Mello, que terá o último voto num julgamento que está empatado.

* O ministro, que ficará afastado até sexta, pelo menos (o que adia qualquer decisão para as vésperas do Natal) está internado com suspeita de pneumonia.

* O ex-presidente Lula, que enfrenta fortes pressão da mídia, e da oposição (isso que ele nem está mais no cargo), por conta do depoimento do notório Marcos Valério, tem reconhecimento popular aqui. E no exterior.

* Mais um exemplo se deu nesta quinta. Ele recebeu, em Barcelona, o XXIV Prêmio Internacional Catalunha das mãos de Artur Mas, presidente da Generalitat (governo local).

* O prêmio foi dado “como reconhecimento pela política de crescimento econômico de seu governo que colocou o Brasil à frente da globalização, alargando a classe média e favorecendo uma divisão mais justa da riqueza e das oportunidades.” Poois é.

* Enquanto isso, sua sucessora, Dilma Rousseff, que está encerrando viagem pela Europa e ainda está na Rússia, completa mais um “niver” nesta sexta, 14. Ela faz 65 anos.

* Aliás, a sagitariana mais ilustre do País largou de mão a questão dos royalties do petróleo – depois de ter vetado o projeto parido no Congresso.

* Os vetos, aliás, serão votados semana que vem e ela já disse que “o que podia fazer para convencer o Congresso, já fez.” E o maior deles foi “vetar”. Logo…

* Ah, Dilma, ouvida pela imprensa, ressaltou que o Congresso t em autonomia para decidir. “Nós vivemos numa democracia em que existem os três poderes. O Poder Legislativo é autônomo, independente e tem todas as condições de decidir contra a minha decisão”.

* Digamos que não será por falta de bafômetro que estarão compremetidas as ações de educação para o trânsito no Rio Grande do Sul, realizadas pelo Detran.

* A autarquia recebeu 75,9 mil etilômetros descartáveis. Foi na solenidade de lançamento da Operação Integrada Parada-Rodovida, do Governo Federal, em Brasília.

* Duas atividades acontecem nesta sexta, no campus, para lembrar os 52 anos da Universidade Federal de Santa Maria: missa às 9 da manhã e jantar às 8 e meia da noite.

* O primeiro acontece no Espaço Multiuso, próximo ao prédio da Reitoria. O churrasco será no Centro de Eventos. Este, claro, por adesão.

* Nesta sexta, quem for à Praça Saldanha Marinho conferir a programação Cultural do “Natal do Coração”, promovido pela Prefeitura, terá uma atração a mais.

* A partir das 19h30, a Escola Municipal de Artes Eduardo Trevisan (Emaet) estará apresentando o evento “Arte na Praça”, com exposições, apresentações de música e intervenções teatrais com pirofagia e malabares.

* O diretor da escola, Moisés Hiran Nunes, acrescenta que a Exposição de Arte e Pintura ficará à cargo da turma de Iniciação às Artes Plásticas, adulto e infanto-juvenil. 

* Já o Coral, será formado por alunos da turma de Iniciação ao Canto. O público também terá um trabalho de sensibilização, denominado “Mandalas”, realizado pela turma de Iniciação às Artes Cênicas.



1 comentário

  1. Boca Grande

    Sera que não da vergonha nôs nosso grandes Edis, com o trabalho realizado por essa grande Santamariense, claro que eles vão rir da minha cara e dizer enquanto esse palhaço fala, o povo bobo nos botam aqui, mas pelo menos eles ficam sabendo que nem todos são bobos, e sabem que não precisa de tanto chupa cabra neste pais das maravilhas a fora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *