ComportamentoCrônicaHistóriaMemóriaSanta Maria

VIAGEM. Luiz Carlos Nascimento da Rosa, Santa Maria e a travessia histórica, que inicia ainda nos 70’s

“…No final da década de setenta e início dos anos oitenta, em Santa Maria, os jovens casais não tinham o costume ou hábito de “ficar”. Muitas vezes com a aquiescência do papai e da mamãe, outras vezes às escondidas, a rapaziada namorava.

Namorava-se na Praça Saldanha Marinho, “Saturnino de Brito”, na “Primeira Quadra da Bozzano” e, acreditem se quiserem, nos cinemas “Imperial” (pejorativamente chamado de “o pulguinha”), no “Independência”, no “ Glória” e, por último, no também saudoso “ Glorinha”. Tempos em que quarta feira, para os casais de enamorados, era dia do “sofá” e beijo na boca constituía-se sinal de compromisso e aprofundamento de romance.

Hoje, não existe mais nenhum cinema de calçada em nossa “Santinha da Boca do Monte”. Namoro é coisa de “dinossauro” e a garotada está mais preocupada em contar o número de bocas que beija do que saber o nome de quem vai ser beijado. Isto é, a “parada” hoje é ficar. Sem falar que a gurizada se comunica, acreditem se quiserem novamente, em três segundos através do celular e arrumam namoro e namoram através do meio virtual, isto é, pela internet…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra da crônica “A Travessia”,  escrita por Luiz Carlos Nascimento da Rosa, professor de Departamento de Metodologia do Ensino do Centro de Educação da UFSM. O texto foi postado há instantes, na seção “Artigos”. Boa leitura!

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo