TRAGÉDIA. Primeiro compromisso da comissão da Assembleia em SM será com a Defensoria Pública

Foi divulgada agora de manhã a agenda completa da Comissão de Representação Externa criada pela Assembleia Legislativa, para acompanhar as investigações acerca da tragédia da boate Kiss 0 que matou 239 jovens.

Para saber todos os compromissos dos parlamentares, acompanhe material distribuído pela assessoria de imprensa do deputado Valdeci Oliveira (PT), um dos integrantes do grupo presidido por Paulo Odone (PPS). A seguir:

Comissão de Representação Externa da Assembleia divulga agenda em Santa Maria

A Comissão de Representação Externa da Assembleia Legislativa que acompanha a investigação sobre o incêndio da boate Kiss divulgou, na manhã desta quinta (21), a agenda de atividades que será realizada em Santa Maria nesta sexta (22).

O primeiro compromisso dos parlamentares que integram a comissão – deputados Paulo Odone (PPS), Valdeci Oliveira (PT), Gilmar Sossella (PDT), Giovani Feltes (PMDB) e Mano Changes (PP) – será uma reunião, às 8h, com o Dr. André Magalhães Silva, da Defensoria Pública. Na sequência, terão audiência com o prefeito municipal Cezar Schirmer, às 9h, e com o Promotor César Augusto Carlan, da Promotoria de Justiça Cível e Criminal, às 11h. À tarde, serão recebidos pelo delegado regional da Polícia Civil, Marcelo Arigony, às 13h 30min, pelo Comandante Regional do Corpo de Bombeiros, Tenente Coronel Moisés Fuchs, às 15h, e na última agenda, o grupo visitará o Centro Atenção Psicossocial Caminho do Sol, junto com a secretária municipal de saúde, Anny Desconzi, às 16h.

Conforme o deputado Paulo Odone (PPS), que preside a comissão, em data posterior à visita a Santa Maria, será promovida uma audiência pública com representantes do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA), da Secretaria Estadual de Saúde e do Instituto Geral de Perícias (IGP). No dia 18 de março, será apresentado o relatório da comissão, que será entregue ao presidente da Assembleia, Pedro Westphalen (PP), no dia 19 de março. Conforme Odone, o objetivo não é interferir nas investigações e nem substituir o sistema legal. “ Vamos observar o que os órgãos públicos estão fazendo, quais providências estão sendo tomadas, quais suas demandas e necessidades. Trata-se de uma comissão pluripartidária, sem interesses políticos ou ideológicos. Além disso, pretende-se auxiliar no conforto às famílias das vítimas e, sobretudo, garantir todas as condições necessárias para que se faça justiça”, ressaltou.”



1 comentário

  1. Boca Grande

    Pode ser que com a visita desta comissão de Dep. algum dele me esplique o motivo pelo qual só agora apareceu as Leis para fechar os estabelecimento dos miseraveis que trabalham de dia para comer de noite, e não tinha Lei para fechar a boate Kiss, tudo me leva a crer que era porque tinhão dinheiro não tinha Lei, os coitados que não tem o que comer é mais facil fazer o nome.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *