CongressoSanta MariaTragédia

TRAGÉDIA. Marchezan Jr critica delegado e diz que inquérito foi “muito mais pirotécnico que técnico”. E…

Integrante da Comissão Externa da Câmara dos Deputados, Nelson Marchezan Júnior, fez críticas hoje ao inquérito policial sobre a tragédia na Kiss e sua apresentação pelo delegado, cujo nome não é citado mas é implícito tratar-se de Marcelo Arigony.

Também protocolou requerimentos junto à Comissão,solicitando o depoimento de várias pessoas, entre elas o prefeito Cezar Schirmer e autoridades estaduais, inclusive o secretário de Segurança,Airton Michels. Quer saber mais?Confira o material da assessoria de imprensa do parlamentar. O texto é de Marina Lopes. A seguir:

Marchezan requer presença de autoridades na comissão e critica posicionamento de delegado

Mediante à conclusão do inquérito da Polícia Civil sobre o incêndio na boate Kiss, o deputado federal Nelson Marchezan Júnior protocolou hoje requerimento na Comissão Externa de Santa Maria, no qual é sub-relator, solicitando o comparecimento na comissão de autoridades e técnicos envolvidos com o fato.

Os requerimentos solicitam a presença do comandante dos Bombeiros do Rio Grande do Sul, coronel Guido Pedroso, o secretário de Segurança, Airton Michels, o promotor que assinou o termo de Ajuste de Conduta firmado com a boate, Ricardo Lozzi, o prefeito de Santa Maria, Cezar Schirmer, além do engenheiro Samir Frazzon e o responsável técnico Miguel Angelo  Pedroso, que assinaram o projeto de isolamento acústico da casa.

Reconhecendo o trabalho hercúleo e operacional dos servidores da Polícia Civil, Marchezan registrou que tanto as conclusões como a apresentação das mesmas não teve o mesmo rigor técnico que os procedimentos operacionais. “Foi muito mais pirotécnico do que técnico”, avalia o deputado. Para Marchezan, o delegado não saiu do lugar comum  de relatar o fato de que houve o incêndio  e, para isso, abusou de instrumentos apelativos e desnecessários, como apresentação de fotos e filmes do ocorrido que, afora o sentimentalismo, não contribuíram tecnicamente em nada na justificativa das conclusões.

Além disso, observa Marchezan, o delegado pessoalizou relações institucionais  com mensagens  e respostas postadas em redes sociais.  “Abusou do sentimentalismo e usou de instrumentos midiáticos para promoção pessoal. Nada contra a eventuais intenções político-eleitorais do delegado mas, sim,de  ter usado dessa triste circunstância para tal”, comentou.

O deputado acrescenta ainda que o mesmo critério usado pela Polícia Civil na conclusão do inquérito para apontar o prefeito Cezar Schirmer por homicídio culposo  não foi usado em relação ao Ministério Público (em função do Termo de Ajuste de Conduta firmado com a boate) ou mesmo ao engenheiro que assinou o projeto de isolamento da boate.

Marchezan lembra que a comissão Externa Santa Maria  foi criada em  29 de janeiro, dois dias após à tragédia, e, até a última sexta-feira,  não havia  recebido nenhum documento referente às investigações do caso nem da Polícia Civil, dos Bombeiros ou do Ministério Público.”

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

17 Comentários

  1. Acho que o trabalho da policia foi exemplar. Mas concordo com o deputado quando este fala da apresentação.Foi desumana e realmente não parece ter acrescido em nada em qualquer conclusão. Imaginem os pais das vítimas como não ficaram? Não precisava. Não sou de partido nenhum, sou a favor do povo. Mas me parece que esse monte de comentários devem ser de opositores políticos do deputado em questão…que feio!

  2. bem se vê q o deputado não sabe nada de santa maria // a não ser em época de eleição // não lembrar das vítimas e seus familiares, fazendo apenas apologia política, é um absurdo // usar o termo “pirotécnico” neste caso demonstra falta de respeito com o q aconteceu e q ele só pensa em política partidária //

  3. Marchesan, o deputado que se diz santamariense, aliás antes dele ser candidato só conhecia Santa Maria pelo mapa e agora quer se beneficiar desta tragédia. Primeiro TRAIU o proprio partido dele em Santa Maria. Quem não se lembra que Pozzobom foi candidato pelo PSDB aqui e ele saiu abraçado ao Schirmer, literalmente na contramão do partido? Ele tá é defendendo o prefeito que ELE ajudou eleger.
    Ficar difamando o Arigoni, que mostrou ser um funcionário público de excelência, que trabalhou tecnicamente e incansavelmente?
    Ora vamos,o que ele quer é que falem dele. De bem ou de mal, mas falem dele. Na proxima campanha ele vai estar aqui dizendo que ajudou na trajédia. Quem viver verá.

  4. Esta esquerda porca e podre, pt, psol, agora está usando a dor da vítimas como justificativa para a sua atuação política.
    São os militantes necrófilos do Pt e PSOL, usando 241 mortos como arma política para ganhar o poder.
    Tentando manipular a dor dos familiares para atacar o prefeito e defender o governador Tarso e políticos da esquerda.
    Ora se o prefeito é responsável pela fiscalização do comércio, então o governador é responsável pelo trabalho do Corpo de Bombeiros. Coisa que a polícia civil ignorou. Inquérito dirigido e parcial.

  5. por mais que ALGUNS bombeiros possam ser criticados, a populaçao lembra que alguns deles enfrentaram o incendio… ja gente da prefeitura reclamou que a tragedia atrapalhou a festa de aniversario da filha.

  6. Como defesa estão tentando desqualificar o delegado Arigony,inútil,se os maiores interessados que são a assoc. das vitimas dos familiares aprovou o inquérito.

  7. TRAGÉDIA DA KISS E O FILHOTE DA DITADURA MARCHAZM Jr.
    O deputado foi irresponsavél em sua declaração criticando o inquerito da policia civil, ele não conhece o inquerito, não sabe de nada . Mas conhece bem o caminho para desacreditar quem busca a verdade, e covarde por não citar o nome do Delegado Marcelo Arigony.
    Criticar o trabalho da policia civil desta forma é lamentavel, o filhote da ditadura perdeu de ficar de boca fechada.
    Aproveito para exigir dos politicos para ficarem de boca bem fechada, esperem pela justiça . Isto é caso de policia. Sei que é dificil, vocês não tem respeito como o povo, mas neste caso respeitem as familias que perderam seus filhos. Sairem em defesa de seus aliados neste momento fica muito chato senhores.
    Vão trabalhar, vão cuidar dos interesses do povo, fiscalizem a coisa publica para que novas tragédia não mais aconteção. Busquem toda verdade do que aconteceu na madrugada do dia 27 de Janeiro de 2013, procurem saber o motivo que levou o Prefeito Cezar Schirmer ocultar provas nas gavetas da prefeitura.

  8. Mas quem é este deputado que fala sem conhecimento de causa, quem este deputado que nunca fez nada por Santa Maria, não mora na cidade e que dar uma de BOM, quer realmente aparecer, este sim é político de verdade e matriculado em denegrir o relatório e a imagem dos Delegados. Deste deputado não poderia se esperar mais nada pois vive de política e não sabe fazer mais nada.

  9. Preocupa, e muito, saber que um deputado como esse ai se diz representante da população de Santa Maria.
    Acredito que realmente ele não leu o relatório e precisava aparecer de alguma forma, ganhar espaço na mídia, já que projetos e recursos prá nossa cidade ele não da jeito.
    Mas eu gostaria de sugerir ao Delegado Marcelo e aos demais Delegados que integraram essa importante força tarefa, que cobrem judicialmente as afirmação feitas não só pelo deputado, mas pelos guardiões que ficam tentando defender seus amigos. Pois são ofensas e acusações interessantes.
    Palavras do Deputado “Abusou do sentimentalismo e usou de instrumentos midiáticos para promoção pessoal. Nada contra a eventuais intenções político-eleitorais do delegado mas, sim,de ter usado dessa triste circunstância para tal”, comentou.
    As afirmações no fcbk de que o Delegado e alguns integrantes da equipe forma usados ou manipulados preocupa. Não a mim, pois estou convicto de que o trabalho foi realizado por um grupo competente, isento e profissional, mas me preocupa o jogo que estão fazendo com a população, jogando todos contra os delegados, além de que estas publicações afetam a moral, a ética e são acusações que devem ser provadas, ou cadeia neles.

  10. Os neuronios, (ou a falta deles), novamente.
    Usar o termo PIRO, falta de total consideração,com os familiares, amigos..
    convenhamos exelentissimo Deputado , pense antes de emitir notas …

  11. Totalmente inadequada e oportunista a manifestação desse deputado(com d minúsculo mesmo), sempre agarrado no mapa de Santa Maria em épocas eleitorais ou pré-eleitorais. Não tem legitimidade e nem fundamentação para criticar o trabalho policial.A necessidade de aparecer é algo incontrolável em alguns.

  12. Nem sabia que ele era delegado, advogado, etc…O delegado fez uso de todos os mecanismos legais, pra demonstrar a conclusão do inquérito e as provas contidas no referido. Talvez o deputado, que não produz absolutamente nada para a cidade ou País, tenha ficado bravo, pois ajudou a eleger este governo, mas cabe lembrá-lo que milhares de pessoas aprovaram o trabalho bem feito, isento, efetuado pelos delegados e sua euqipe de policiais.Para completar, concordo pela infelicidade do termo usado pelo”nobre” deputado.

  13. Claudia, tu és uma alienada, aqueles vídeos corroboravam a investigação e foi necessária a apresentação. São Provas, tanto que ele teve o tato de um deles não colocar com áudio. Atitude certa mesmo que infelizmente chocasse os presentes.

  14. O Deputado esta dando tiro pro alto, logo vai se queimar….senhores a justiça vai definir culpados ou nao, porque tanto medo, tanta necessidade de se manifestarem????

  15. Nobre a atitude do deputado que não tem papas na língua! Foi de dar pena de ouvir que os delegados apresentaram vídeos na apresentação do relatório final do inquerito. Os vídeos das pessoas morrendo, imagine como não se sentiram os pais das vítimas. Lamentável o que fizeram os delegados.

  16. Extremamente inadequada a expressão usada pelo deputado. Será que ele esqueceu a origem da tragédia (fogo=piro)? Que foi um artefato PIROtécnico que provocou a ignição?

    Nestas declarações se nota o envolvimento do deputado com a cidade e região.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo