AssembleiaSaúdeTrabalho

ENFERMAGEM. Mês da categoria pauta luta por 30 h

O mês da Enfermagem será utilizado também como estratégico para pautar a luta dos profissionais da área por uma jornada semanal de 30 horas – como prevê projeto que tramita no Congresso. E é, também, o motivo da existência de frente parlamentar na Assembleia Legislativa.

O coordenador do grupo é o santa-mariense Valdeci Oliveira, de cuja assessoria de imprensa é o relato a seguir. O texto é de Tiago Dias. Acompanhe:

Frente 30 Horas pautará atividades no mês da Enfermagem

Na reunião desta quarta-feira (24), a Frente Parlamentar em Defesa da Jornada de 30 Horas para a Enfermagem, coordenada pelo deputado estadual Valdeci Oliveira (PT), definiu como estratégia pautar a reivindicação da redução da jornada de trabalho em todas as atividades alusivas ao Dia da Enfermagem, que é comemorado no dia 12 de maio, como a Semana da Enfermagem de Canoas, dias 13 e 14 de maio, na Ulbra.

O encontro na Assembleia Legislativa serviu para dar o relato da mobilização ocorrida no dia 09 de abril, em Brasília, quando entidades, sindicatos e profissionais da Enfermagem de todo o Brasil se reuniram para sensibilizar e pressionar os deputados federais pela votação do PL 2295/2000. O projeto está no Congresso há 13 anos e regulamenta a redução da jornada de trabalho para 30 horas semanais. Valdeci destacou também a reunião com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, durante o ato em Brasília.

Para o coordenador da Frente, o momento é de avançar as ações. “Vamos aproveitar estas atividades temáticas para conversar com os profissionais e com a comunidade para agregar ainda mais os esforços. O tema das 30 horas precisa estar presente também na sociedade, não só na categoria e nas entidades”, afirma Valdeci.

Atividades

Ficou definido que a Frente 30 Horas buscará mediar reuniões com a Secretaria Estadual da Saúde e com as prefeituras de Porto Alegre e de Canoas para tratar de temas relativos a jornada de trabalho dos profissionais da área.

As próximas audiências públicas devem ocorrer em Pelotas – prevista para junho -, Caxias e Santa Rosa, com datas a serem confirmadas. A Frente Parlamentar também recebeu o pedido de audiência pública para a cidade de Rosário do Sul, que deve entrar no calendário das atividades.

A próxima reunião de trabalho ocorre no dia 05 de junho e trará dados estatísticos sobre os profissionais, os cursos da área, egressos das faculdades e o mercado de trabalho.”

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo