ColunaObservatório

OBSERVATÓRIO. Partidos já articulam os candidatos para 2016. Mas tem gente que pode morrer na casca

Luneta

Sempre supondo que a cidade alcançará 200 mil eleitores e, portanto, a possibilidade de um segundo turno é real, o pleito de 2016 está completamente em aberto.

Por seu estilo autocrático, Cezar Schirmer “matou” politicamente qualquer liderança que tentasse lhe fazer sombra. Agora, paga o preço. Terá que inventar um candidato.

Quem mais se aproxima do que poderia ser o candidato do PMDB, embora as ambições legítimas de João Carlos Maciel, é Maria de Lourdes Castro.

Pela devoção ao prefeito com que preside a CPI da Kiss, ela soma pontos. Porém, também por sua atuação na Comissão pode virar carta fora do baralho. Não no PMDB, mas na eleição.

Outro nome que tenta viabilizar-se, mas este no PSDB, é o deputado Jorge Pozzobom. Para isso, no entanto, terá que continuar na Assembleia. É a luta dele, no momento.

Detalhe: os tucanos encolheram (é consenso) em relação ao último pleito. E ainda por cima se digladiam como poucos, na política gaúcha.

Neste domingo, um novo round na pendenga do PSDB opõe Yeda Crusius e seus aliados, Pozzobom incluído, e os demais, liderados por Nelson Marchezan Júnior.

É improvável uma vitória acachapante de qualquer dos lados. Logo, a tendência é de divisão fraticida. Até a derrota final, ao que parece.

Candidatos competitivos em 2014 (atenção, 2014) tratam de reforçar-se para a disputa. E cedo. Exemplo que chegou ao conhecimento da coluna vem de Paulo Pimenta.

O deputado federal petista (que pode, embora hoje seja improvável) virar concorrente ao Senado remanejou sua equipe trazendo para o Estado o jornalista Ricardo Lopes.

Outros pretendentes agilizam a formação das equipes. E, claro, os que já são parlamentares levam vantagem, pois têm um grupo mínimo azeitado.

Os demais pretendentes, seja à Assembleia ou à Câmara dos Deputados, têm que correr. Ou ficarão para trás. Inevitavelmente.

Você pode seguir o colunista no Twitter (@claudemirpe), ser amigo no Facebook e também acompanhá-lo no www.claudemirpereira.com.br. Ah, igualmente pode ouvi-lo, às 7h30 e ao meio dia, na Antena 1.

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Os nomes mais fortes na minha opinião são Werner Rempel, Jorge Pozzobom e Cel Vargas….

    Torço p/ que um desses três seja Prefeito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo