PartidosPolítica

RINGUE TUCANO. Num lado, Marchezan (e prefeitos); no outro, Yeda (e vários deputados, Pozzobom incluído)

Antes, Nelson Marchezan Júnior foi o vitorioso. Além de eleger-se, contra a vontade dela, deputado federal, conseguiu virar presidente estadual da sigla, contando, então, com a parceria de todos os deputados estaduais – o que, de certa maneira, inibiu a oposição.

No último embate, no período pré-eleição 2012, a governadora Yeda Crusius (e seu grupo) foi a vencedora. Impôs, por poucos votos, um candidato que ninguém conhecia, à Prefeitura da capital. Foi um fiasco eleitoral, mas, no âmbito interno, contabilizado como vitória.

E agora? Bueno, este editor não tem condições de avaliar, reconhece. Mas que a briga é, digamos, ferrenha, não há dúvida. E se fere neste domingo, na convenção do PMDB gaúcho. Os oponentes são os mesmos. Mas há mudanças. Marchezan conta com os principais prefeitos do partido no Estado e um deputado estadual. Yeda tem os demais ao seu lado – permitindo inclusive que se desnude, em Santa Maria, as inconciliáveis diferenças. Afinal, Jorge Pozzobom está com a ex-governadora.

Como vai ser? Como é? Quem conta isso, em interessante material, é o ótimo jornal eletrônico Sul21. A reportagem é de Samir Oliveira. Acompanhe:

Adilson Troca e Nelson Marchezan Júnior disputam comando do PSDB gaúcho no domingo

O PSDB do Rio Grande do Sul realiza neste domingo (28) votação para a escolha do novo diretório regional do partido. O atual presidente estadual e deputado federal Nelson Marchezan Júnior disputa o comando da legenda com o deputado estadual Adilson Troca.

Os delegados aptos a votar são escolhidos pelos diretórios municipais do PSDB em número definido de acordo com a quantidade de votos que cada município deu a candidaturas de deputados federais do partido. Na eleição de abril de 2011, foram 334 votos válidos, dos quais 196 deram a vitória à chapa de Marchezan. Ao todo, são 105 titulares do diretório estadual e 35 suplentes.

A eleição deste domingo marca mais uma vez a disputa interna no PSDB gaúcho entre as alas da ex-governadora Yeda Crusius e de Marchezan. Em 2011, a chapa apoiada por Yeda conquistou menos de 10% dos votos válidos e acabou ficando de fora da direção do partido…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo