EducaçãoPrefeituraTrabalho

TRABALHO. Docentes municipais param nesta terça

A expectativa do Sindicato dos Professores Municipais (Sinprosm) é de uma MOBILIZAÇÃO que envolva pelo menos 80% da categoria. Há um punhado de atividades nesta terça-feira, em que os docentes da rede da comuna paralisam, cumprindo o que decidiu assembleia realizada há pouco mais de uma semana.

A principal reivindicação é a atualização do Piso Nacional dos professores, ainda não realizada pela prefeitura e que deve ser retroativa a janeiro. Mas não é apenas isso, como você confere em material produzido e distribuído pela assessoria de imprensa do Sinprosm. No texto de Camila Klein Severo você também tem a programação prevista para esta terça. Acompanhe:

sinprosm seloProfessores municipais paralisam pela atualização do Piso Nacional

O Sindicato dos Professores Municipais de Santa Maria SINPROSM promove, no dia dois de abril, uma paralisação das atividades do Sistema Municipal de Ensino em defesa da atualização do Piso Nacional do Magistério. A mobilização inicia às 8h com uma vigília na Praça Saldanha Marinho.  No período da tarde, a partir das 14h, será feito uma caminhada até o Centro Administrativo, onde o SINPROSM irá se reunir com representantes do Executivo.

Um levantamento prévio realizado pelo sindicato aponta cerca de 70% de adesão das escolas à mobilização. O protesto reivindicará o reajuste de 7,97% esperado desde o mês de janeiro pela categoria. Neste dia, os representantes do SINPROSM terão uma reunião com os secretários de Município de Finanças, Ana Beatriz Maia Rodrigues de Barros, de Gestão e Modernização Administrativa, Antonio Carlos Freitas Vale de Lemos, e de Educação, João Luiz de Oliveira Roth, para debater sobre o pagamento do reajuste salarial que deve equipar o vencimento básico com o Piso Nacional Profissional do Magistério.

Em 2012, a novela da reposição se arrastou até o mês de abril. Na ocasião, a atualização salarial foi paga em abril e retroativo ao mês de março, diferente do que determina a Lei do Piso Nacional que considera o mês de janeiro a data base da categoria. Para evitar que isso acontecesse este ano também, o SINPROSM busca, desde janeiro, negociar a reposição. Até agora, nenhuma proposta de pagamento foi formalizada pela Prefeitura Municipal.

PARALISAÇÃO EM DEFESA DO PISO NACIONAL DO MAGISTÉRIO

Dia: 2 de abril, a partir das 8h

VIGÍLIA: Praça Saldanha Marinho

CAMINHADA ATÉ A SMED: às 14h”

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Acreditem ,os secretários não reconhecem o Piso Nacional,que é lei.Eles desconhecem.A reunião com esses senhores foi uma vergonha,um descaso com a classe dos professores.Acho que,quem menos sabia da pauta da reunião,era o próprio secretário de educação de Santa Maria.

  2. Resposta do governo:
    Politicagem partidária. Basta o Aires do PSOL olhar para a manifestação.

    JUSTA REINVIDICAÇÃO! APOIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo