AssembleiaEstadoRegiãoTransporte

FERROVIA. Reivindicações regionais vão para Brasília

A Knijnick, deputados entregaram documento também chamado de  ‘Carta de Santa Maria’
A Knijnick, deputados entregaram documento também chamado de ‘Carta de Santa Maria’

Uma reunião nesta terça-feira, tratou da reivindicação de Santa Maria e região, em torno do traçado da futura Ferrovia Norte-Sul. A seguir, você acompanha material produzido pela assessoria de imprensa do deputado Valdeci Oliveira, com texto e foto de Tiago Machado. E, mais abaixo, também confere o material produzido pela assessoria do deputado Jorge Pozzobom, com texto de Thiago Buzatto. A seguir:

Frente da Ferrovia apresenta Carta de Santa Maria a Knijnick

A Frente Parlamentar Gaúcha em Defesa das Ferrovias se reuniu, nesta terça (25), com o secretário estadual de Desenvolvimento, Mauro Knijnick, para discutir a mobilização pela implantação da Ferrovia Norte-Sul no Estado. Membros da Frente, os deputado estaduais Valdeci Oliveira (PT) e Jorge Pozzobom (PSDB) entregaram a Knijnick uma cópia da Carta de Santa Maria, documento que foi elaborado e aprovado na audiência pública realizada em Santa Maria, no dia 14 de junho. Além de reivindicar que Santa Maria e a região Central estejam incluídas no traçado da Norte-Sul, a carta defende que o governo federal analise a possibilidade de construção de um ramal da nova ferrovia até Uruguaiana e a reativação, pela América Latina Logística (ALL), de todos os ramais concedidos à empresa e que se encontram inoperantes.

Além da carta, os nove deputados estaduais presentes, de diferentes partidos, solicitaram a Knijnick que viabilize uma reunião da Frente da Ferrovia com o ministro dos Transportes, César Borges. Na próxima sexta (28), o ministro tem agenda prevista em Porto Alegre, com o governador Tarso Genro, para tratar da Norte-Sul. “O secretário Knijnick se comprometeu em tratar dos temas que apresentamos  ao governador Tarso Genro. Os deputados, independente da questão partidária, estão mobilizados para que o transporte ferroviário seja retomado com força no Estado. A Norte-Sul é o caminho para isso”, destacou Valdeci.

No próximo dia 1º de julho, às 9h30min, em Santa Maria, Valdeci e o presidente da Câmara de Vereadores, Marcelo Bisogno, coordenarão o lançamento do Comitê Regional Permanente de Mobilização e Defesa da Ferrovia Norte-Sul, que vai ter como membros representantes de entidades empresariais, universidades, sindicatos e das prefeituras e câmaras municipais do Centro do Estado.”

NOTA DE POZZOBOM

Reunião define prioridades que serão encaminhadas ao Ministério dos Transportes…

…Na ocasião, o deputado Jorge Pozzobom (PSDB) se comprometeu em entregar o levantamento técnico elaborado no governo do PSDB, capitaneado pela governadora Yeda Crusius, para acrescentar à análise que está em andamento para definir as rotas da ferrovia. “Não podemos abrir mão de utilizar também o que já foi feito para ampliar este estudo. Foi o governo do PSDB que, em 2009, participou da criação da Ferrosul juntamente com Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul para permitir o transporte de cargas até o porto de Rio Grande. Também foi por iniciativa do nosso governo que o projeto de lei criando a Ferrosul foi aprovado na Assembleia Legislativa”, afirmou.

Entre as prioridades que serão encaminhadas ao ministro dos Transportes está o trajeto da ferrovia passando por Santa Maria; a cobrança para que a América Latina Logística (ALL) cumpra o contrato de concessão efetuado com o Governo Federal para que a recuperação e ampliação das malhas ferroviárias gaúchas saiam do papel; e a extensão da ferrovia até Uruguaiana e conexão com o Mercosul, passando pela Fronteira Oeste. ““Conforme já conversei com vários vereadores da região, entre eles Douglas Peralta (Dom Pedrito) e Maurício Galo Del Fabro (Santana do Livramento), precisamos incluir a Fronteira Oeste nestes estudos”, afirmou.”

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo