CidadaniaEstadoPolítica

PROTESTO. Esta quinta verá grande teste para sábado. Tarso divulga nota e grava pronunciamento

Uma mãe disse, no feicebuqui, na noite passada, que o Colégio Sant’Anna liberará seus alunos às 3 e meia da tarde. Uma funcionária de padaria central disse que seus chefes imaginam a possibilidade de também fechar mais cedo, nesta quinta. São fatos. Mas que decorrem de boatos – espalhados provavelmente por má fé (excesso de zelo seria uma ingenuidade que talvez não caiba, no momento) de provocadores.

Certo, porém, é que as entidades – DCE da UFSM e Seção Sindical dos Docentes – que centralizam a organização da grande manifestação de protesto agendada para o sábado, estão conversando e muito com as autoridades. Tudo para garantir que o que vai acontecer seja pacífico. Tanto o Batalhão de Operações Especiais (BOE), da Brigada Militar, quanto a Gerência Municipal de Trânsito (GMT), da Prefeitura, estarão ajudando para evitar qualquer coisa que possa significar dano ao patrimônio público e privado. E também garantir a segurança dos manifestantes.

E esta quinta é o grande teste. Afinal, às 5 da tarde haverá debate, na Praça Saldanha Marinho. Uma hora depois está prevista passeata pacífica. E assim tem que ser, cá entre nós, para que a legitimidade não se perca nos desvãos dos que pretendam “avacalhar” o movimento que tem, na juventude, o seu principal motor.

A organização está enfrentando os boatos com informação. E a participação das autoridades para inibir e evitar os excessos dos que têm interesses outros que não oferecer a opinião dos participantes acerca de vários temas locais e nacionais.

O principal evento acontece no sábado. A concentração será às 10 horas, na Praça Saldanha Marinho. Hora e meia após acontece a passeata, que deverá percorrer a avenida Rio Branco e a rua do Acampamento. Que a paz seja preservada. É o desejo de todos, inclusive dos que vão protestar. Tudo com o acompanhamento do BOE e da GMT.

EM TEMPO: em função da série de manifestações no Estado, o Governador Tarso Genro também se pronunciou, nesta quarta-feira. Confira, no material disponível no sítio do Palácio Piratini, a seguir:

Nota oficial do Governo do Estado do Rio Grande do Sul sobre as manifestações populares

O Governo do Estado do Rio Grande do Sul considera importante a pauta de reivindicações apresentada pelos movimentos sociais ora em mobilização, e se propõe a acolher as referidas propostas, bem como a aprofundar ações que já estão em andamento no Executivo relacionadas com a pauta apresentada. 

O Governo do Estado está disponível para auxiliar a prefeitura da Capital na solução da questão tarifária do transporte coletivo, inclusive disposto a renunciar a impostos, a partir da demonstração de que isso incidirá na planilha de custos, para proporcionar a maior redução possível. O governador Tarso Genro renova seu compromisso e sua intenção nesse sentido, sobretudo quanto à busca de soluções para a redução da passagem de ônibus em Porto Alegre. 

Na área da saúde, o governo gaúcho está investindo 12% do orçamento total, o que representa R$ 2,2 bilhões. Isso equivale a um aumento de 124% em relação ao ano de 2010. Em transferências para os municípios, alcançamos a marca de R$ 375 milhões em 2012. Este índice será ainda maior em 2013. Além disso, está sendo implantada uma tecnologia inovadora na gestão do SUS, que vai aumentar a eficiência e a transparência nesses investimentos na área da saúde. Nos próximos seis meses, entregaremos 18 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), em diversas regiões do Estado, o que incrementará esta política pública fundamental. Entretanto, estamos dispostos a verificar, junto com representantes do movimento, se existe alguma proposição concreta de melhoria nas políticas públicas de saúde…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

VOCÊ TAMBÉM PODE CONFERIR A GRAVAÇÃO (dirigida pelo santa-mariense Luiz Alberto Cassol), COM A PALAVRA DE TARSO: AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo