ECONOMIA SOLIDÁRIA. Um superbolo à espera dos visitantes. E artesãos colombianos, outra das atrações

ECONOMIA SOLIDÁRIA. Um superbolo à espera dos visitantes. E artesãos colombianos, outra das atrações - ecosol-público

O público não tem decepcionado. No primeiro dia, feira já recebeu muitos visitantes

Uma ampla PROGRAMAÇÃO movimenta o Terminal de Comercialização Dom Ivo Lorscheister, onde acontecem os eventos da economia solidária, que trazem centenas de expositores e milhares de visitantes a Santa Maria. Mas, neste sábado, há pelo menos duas atrações especiais.

Uma delas é a presença a Associación de Artesanas Orunu, da Colômbia, que vem pela primeira vez à cidade. Outra é um superbolo, e que será oferecido aos visitantes por um ótimo motivo, como você confere a seguir:

Por MAIQUEL ROSAURO (texto e fotos), assessor de imprensa dos eventos

Bolo de três metros de altura será atração da Feira neste sábado

ECONOMIA SOLIDÁRIA. Um superbolo à espera dos visitantes. E artesãos colombianos, outra das atrações - selo-ecosol-menorSábado será um dia de comemoração no 2º Fórum Social, 2ª Feira Mundial de Economia Solidária e 20ª Feicoop, em Santa Maria. Um bolo de três metros de altura, com 1,10 metros de comprimento e com cerca de dez quilos será servido os público às 19h, no Palco da Feira, na Praça de Alimentação.

O ato será em comemoração e confraternização referente aos 10 anos do Fórum Nacional de Economia Solidária (FBS), 10 anos da Secretaria Nacional de Economia Solidária (Senaes) do Ministério do Trabalho e Emprego; 10 anos da Rede Estadual de Educação Cidadã (Recid); 20 anos da Feicoop; 30 anos da Economia Solidária enquanto Cáritas Brasileira, 25 anos do Projeto Esperança/Cooesperança; e 18 anos da Rede Internacional de Promoção de Economia Social e Solidária do Caribe e Latino-americano.

Antes do bolo, às 18h, os visitantes da Feira poderão acompanhar o desfile da Asociación de Artesanas Orunu (Asoirunu), de Bogotá, Colômbia. É a primeira vez que o grupo visita Santa Maria.

ECONOMIA SOLIDÁRIA. Um superbolo à espera dos visitantes. E artesãos colombianos, outra das atrações - ecosol-colômbia

Sandra Gomez e Yaly Cambar, do grupo colombiano. Elas se apresentam às 6 da tarde

Neste sábado, a Feira abre entre 7h30min e 20h. Mais de mil empreendimentos de Economia Solidária estão representados, oferecendo mais de 10 mil produtos da Economia Solidária e Agricultura Familiar. Durante o dia serão realizadas dezenas de oficinas e seminários nos lonões do Parque da Medianeira e no Colégio Irmão José Otão.

Os eventos que tiveram início na quinta-feira, 11 de julho, seguem até domingo, 14, no Centro de Referência em Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, em Santa Maria. A Feira conta com o patrocínio de Sebrae, BNDES, Petrobrás, Sesampe do Governo Estadual e Senaes do Governo Federal.

Horário de funcionamento da Feira:

Sábado: 7h30min às 20h

Domingo: 7h30min às 18h

Acompanhe as notícias ao vivo da Feira no Facebook: https://www.facebook.com/FeiraMundialdeEcoSol

ECONOMIA SOLIDÁRIA. Um superbolo à espera dos visitantes. E artesãos colombianos, outra das atrações - ecosol-seminários

Seminários o tempo inteiro, uma das atividades comuns em todo o período do evento



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *