Artigos

Empresas de Santa Maria precisam vender mais para o governo – por Carlos Costabeber

40% do PIB de Santa Maria!

Isso é o que representa o dinheiro público para a economia da nossa cidade.

É muito dinheiro!

E ao mesmo tempo é uma dependência perigosa, pois basta uma contenção de recursos (como está por ocorrer no Governo Federal), para complicar as coisas.

Mas essa montanha de dinheiro, poderia ser melhor aproveitada pelas empresas locais.

Só na construção civil, a maioria das obras públicas licitadas na cidade, acaba sendo ganha por empresas de fora.

Além dos recursos para investimento, imaginem a quantidade de dinheiro que é destinada ao “custeio” da máquina pública local ?

São milhões de reais empenhados todos os anos!

E quantas dessas licitações são ganhas por empresas locais?

Penso que aí mora um extraordinário potencial de vendas!

O que falta ?    F O C O!

Vender para órgãos públicos é quase uma ciência. Exige gente especializadatrabalho paciencioso, planejamento de longo prazo, relacionamentos e capital, pois os processos são demorados, e sempre sujeitos a alterações de alguma ordem.

Se somam a isso: o tempo que se leva para receber o dinheiro, além do risco de ter um belo prejuízo, caso não se cumpram as cláusulas dos contratos assinados.

Isso é que desestimula os empresários, em aderir a esse canal de vendas.

Não é jogo para amadores!

Mesmo sabendo que com a Lei de Responsabilidade Fiscal  não existe o risco de não se receber os recursos comprometidos.

Outra dificuldade é a falta de documentação completa. Realmente, para vender para o Governo, as empresas devem estar em dia com todas as suas obrigações fiscais, e com a documentação sempre atualizada.

Por isso quero deixar esse alerta para os colegas de Santa Maria: estamos entregando para empresas de fora, uma montanha de recursos públicos que poderiam ficar aqui mesmo.

Mas uma boa noticia: o SEBRAE e a Agência de Desenvolvimento estão trabalhando forte no Programa FOMENTA, para que as micro e pequenas empresas locais possam vender para os órgãos públicos aqui sediados.

O processo está bem adiantado, e deverá render bons frutos!

Apesar de muito atrasados, estamos no caminho certo !

Falo de cadeira!

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo