SOLIDARIEDADE. “Caminhada da Paz”, da Economia Solidária, vai lembrar Dom Ivo e as vítimas da tragédia

Está prestes a começar o conjunto de eventos que transformaram Santa Maria em Capital Latino-Americana da Economia Solidária. Será a partir de quinta-feira. E, como já se tornou tradicional, a “Caminhada da Paz” é o começo de tudo. Neste ano, porém, haverá motivos especiais para… Bem, confira você mesmo, a seguir:

Por MAIQUEL ROSAURO, Assessor de Imprensa dos Eventos 

SOLIDARIEDADE. “Caminhada da Paz”, da Economia Solidária, vai lembrar Dom Ivo e as vítimas da tragédia - selo-ecosol1Meta do Projeto Esperança/Cooesperança é reunir 80 mil pessoas na Caminhada pela Paz

O 2º Fórum Social, 2ª Feira Mundial de Economia Solidária e 20ª Feicoop terão início na quinta-feira, 11 de julho, em Santa Maria, com a 9ª Caminhada Mundial pela Paz e Justiça Social. A meta do Projeto Esperança/Cooesperança, que organiza os eventos, é reunir 80 mil pessoas na caminhada.

A concentração está prevista para as 13h30min, na Praça Saldanha Marinho. Às 14h terá início a caminhada que irá seguir pela Rua do Acampamento, Avenida Nossa Senhora Medianeira e Rua Heitor Campos, chegando ao Centro de Referência de Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, local dos eventos de Economia Solidária.

Estarão presentes representantes de grupos de Economia Solidária de todos os estados brasileiros e de cerca de 40 países dos cinco continentes. Também está sendo articulada a participação de sindicatos, cooperativas, estudantes e movimentos sociais, já que na quinta-feira as centrais sindicais preparam uma grande paralisação e mobilização nacional que tem por objetivo destravar a pauta da classe trabalhadora no Congresso Nacional e também construir e impulsionar a pauta que veio das ruas nas manifestações realizadas em todo o país.

– Vamos fazer uma marcha construtiva pela paz, justiça social e direitos dos trabalhadores do Brasil e do mundo – projeta a irmã Lourdes Dill, coordenadora do Projeto Esperança/Cooesperança.

O Levante da Juventude e a Associação de Pais e Familiares das Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (ATVSM) também irão participar da caminhada. Quando o público chegar ao Santuário Basílica Nossa Senhora da Medianeira será realizada uma homenagem ao ex-bispo de Santa Maria e grande incentivador da Economia Solidária no Estado, Dom Ivo Lorscheiter, falecido em 2007. Ao final da caminhada, será realizada uma homenagem às vítimas da tragédia na boate Kiss, quando 242 balões brancos devem ser soltos pelo público.

Também na quinta-feira está prevista a presença do ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, na Feira. O secretário nacional de Economia Solidária, Paul Singer, e o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, também são aguardados, porém ainda não confirmaram em qual dia devem comparecer.

Os eventos de Economia Solidária seguem até domingo, 14 de julho. No total, são esperadas 200 mil pessoas nos quatro dias de Feira. As primeiras caravanas devem chegar em Santa Maria já na segunda-feira. Praticamente já não há mais vagas disponíveis nos hotéis da cidade e nas casas de eventos que disponibilizam pousadas, como Seminário São José, Centro Mariano, Casa de Retiros e Legião de Maria. Inclusive o ginásio do Corintians deve servir de alojamento para participantes da feira.

Os eventos de Economia Solidária têm o patrocínio de Sebrae, BNDES, Petrobrás, Sesampe do Governo Estadual e Senaes do Governo Federal.

No Fórum deste ano, também será comemorado os 10 anos da Secretaria Nacional de Economia Solidária (Senaes), 10 anos do Fórum Brasileiro de Economia Solidária (FBES) e 30 anos de Economia Solidária da Cáritas Brasileira.”



1 comentário

  1. flavio silva

    o movimento Santa Maria do luto á luta, tambem vai participar deste evento,conforme acertado em reunião com a irmã Lourdes DILL Adherbal Ferreira e Flávio Silva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *