Ministério PúblicoSanta MariaTragédia

KISS, 1 ANO. Familiares não se conformam com as decisões tomadas até agora, pelo Ministério Público

A caminhada, que começou no centro da cidade, terminou na sede do Ministério Público
A caminhada, que começou no centro da cidade, terminou na sede do Ministério Público

Parece evidente que o alvo principal da famílias das vítimas da Kiss – ou pelo menos de parte significativa delas, ou ainda da maior parte daquelas que se mobilizam e vão para as ruas – é mesmo o Ministério Público. Que, lá com suas razões de natureza legal, decidiu ignorar boa parte dos apontamentos feitos pelo inquérito da Polícia Civil.

A inconformidade dos familiares pode ser vista no Congresso Novos Caminhos, com os questionamentos feitos ao representante do Ministério Público gaúcho, e também na manhã desta segunda-feira, durante manifestação feita via caminhada que acabou justamente na sede do MP em Santa Maria.

Isso pode ser percebido, por exemplo, no relato feito pelos portais do internet, entre os quais o G1, das Organizações Globo. É o que você confere no texto ali publicado, de Juliana Mota, da RBS/TV. A foto é de Leando de Oliveira/Trançarua, no Feicebuqui. A seguir:

Após marcha, familiares de vítimas da Kiss protestam em frente ao MP

Cerca de cem pessoas participaram na manhã desta segunda-feira (27) de uma marcha em homenagem às vítimas do incêndio na boate Kiss, que completa um ano. A caminhada foi iniciada por volta das 8h30 em frente à casa noturna e seguiu pelas ruas de Santa Maria até chegar ao Ministério Público, onde entoaram gritos pedindo por justiça. O prédio está fechado, em recesso dos servidores e promotores.

Eles passaram pela Avenida Rio Branco, depois seguiram pela Avenida Dores até chegar a Avenida Alameda Montevideo. Durante a caminhada, o grupo interrompeu o trânsito em algumas esquinas. Todos sentaram no asfalto com os braços cruzados em protesto à atuação do MP.

O grupo voltou a abrir contagem em voz alta até 242, número de mortes no incêndio, o que já havia sido feito durante a madrugada em frente à boate. A polícia acompanhou o protesto, bem como uma ambulância em caso de emergência…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo