CinemaCultura

CINEMA. Bianca Zasso e as perdas irreparáveis do diretor Eduardo Coutinho e do ator Seymour Hoffman

“…Mas com a perda de Coutinho e Hoffman é diferente. Um caminho que podia durar muito ainda foi interrompido. Aos 81 anos, o diretor brasileiro não parecia satisfeito com sua cinematografia e, aos 46 anos, o ator americano ainda tinha muito que nos brindar com seu talento. É de se ficar imaginando o que eles poderiam ter feito, caso nenhum desses tristes fatos tivessem acontecido.

Lamentar não é o melhor verbo no momento. Vida que segue, é assim que tem que ser. A obra destes dois grandes homens do cinema está aí, e vai continuar a nossa disposição. Há um crime a ser resolvido. Um final trágico para um homem que sempre mostrou a beleza do cotidiano, que transformou diálogos banais em registros da capacidade humana de se reinventar. A família de Hoffman também terá que…”

CLIQUE AQUI  para ler a íntegra de “Lágrimas de domingo”, da jornalista Bianca Zasso, colaboradora deste sítio. Formada pelo Centro Universitário Franciscano, suas opiniões e críticas exclusivas estão disponíveis todas as quintas-feiras. O tema prioritário é Cinema, pelo qual é uma apaixonada.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo